13 de fevereiro de 2015

Sexta Envenenada: Um Amor Perfeito

“Eu sonhei que estava exatamente aqui, olhando pra você
Olhando pra você exatamente aqui
Cê não sabe, mas eu tava exatamente aqui, olhando pra você
Cê não sabe, mas eu tava exatamente aqui
Pronto para despertar
Perto mesmo de explodir
Parto para não voltar
Pranto para estancar
Tanto para acordar
Tonto de tanto te ver
Prestes mesmo de explodir
Perto de saber por quê
...”
Dia a Dia Lado a Lado – Tulipa Ruiz

 “— Sabe, quando nos casamos, aos dezenove anos, aquilo meio que me pareceu que a gente estava brincando de ser gente grande. Agora, sinto que tudo é real. Um rancho e uma filha. Acho que não dá para ser mais gente grande do que isso...” P. 30
Olá, Envenenados!

Voltei!
Como vão os preparativos para o Carnaval?
Os meus estão com a corda toda: um bom livro, ou mais, cervejinha geladinha, um lugarzinho confortável para jogar o esqueleto (e as gordurinhas), bem longe da confusão, um soninho pra relaxar e o ventilador com a manutenção em dia!
O casal que trago hoje foi criado pela Susan Fox, uma autora versátil, que sabe contar uma história de amor sem muitos rodeios, que vai direto ao ponto e que, ao mesmo tempo consegue nos envolver com as alegrias ou os dramas de seus personagens de maneira muito definitiva.
“Wade Bly e Miriam são um casal perfeito: juntos desde a escola, ambos sonham com uma vida feliz juntos. Wade tem planos de se casar com Miriam e trabalhar no rancho de seu pai, e futuramente, com o dinheiro que irá guardar, aumentar sua família com quatro filhos. Miriam sabe que sua felicidade está ao lado de Wade. Ele é um homem carinhoso e sonhador e um amante quente e sensual. Suas vidas estão conectadas e felizes. Até que uma gravidez inesperada e algumas decepções irão desafiá-los. Eles estão prontos para encarar os desafios da vida?
Wade e Miriam vivem Um Amor Perfeito, publicado em 2014 pela Única Editora, um livro de fácil leitura, embora tenhamos que estar atentos pois ele é narrado em mais de uma perspectiva. Fácil pois nos leva a desejar mais e mais sobre a vida desse casal, desejar entender o que aconteceu com eles e o que acontecerá, pois o amor é perfeito, mas a vida lhes reserva surpresas, às vezes, não tão boas quanto esperamos.
Vivendo um amor desde os tempos de escola, Wade e Miriam tinham certeza de que passariam todos os dias de suas vidas juntos.
Mas no caminho, como na vida real, encontram percalços.
“Miriam Bly estava deitada no escuro, as pálpebras pesadas, distanciando-a do mundo. De maneira muito vaga, tinha consciência de uma dor no estômago e mais uma, no coração, sensações, no entanto, entorpecidas e embotadas. Um casulo parecia envolvê-la, protegendo-a... De quê?
Isso não se parecia com aquele quase despertar do sono. Ela se sentia como se estivesse sido drogada. O que poderia ser... O pensamento se esvaiu antes que pudesse segui-lo.
Ela queria abrir os olhos.
Não. Talvez não quisesse. Alguma coisa lhe dizia que não queria encarar algo.”
Assim começamos a conhecer sua história, já no fim de fevereiro de 1995. Com o passar das páginas vamos percebendo que Miriam está em um quarto de hospital. Boa parte da história se passa assim, entre suas memórias, seu sono depois de algo muito ruim que lhe aconteceu e as memórias de seu amado Wade.
“Wade Bly caminhou pelo corredor do hospital, passando a mão sobre o queixo mal barbeado, e engoliu um bocejo. O relógio na parede marcava cinco minutos depois das dez horas. Do lado de fora da janela, uma nevasca tempestuosa girava, descendo de um céu cinza, da cor de ardósia. Fevereiro, em seu pior momento.
Ele tinha dormido apenas algumas horas nos últimos dias. Embora estivesse acostumado a ficar acordado durante a noite, quando havia algum problema com o gado, a coisa agora era muito diferente. Ao longo dos seus vinte e sete anos, jamais se sentira tão exausto e esgotado ou, para ser franco, tão na merda. Seus olhos doíam de tanto segurar as lágrimas e sua garganta ardia com os xingamentos e palavrões que não tinham sido ditos.”
Toda essa sensação é consequência do pesadelo que ele vem vivendo há alguns dias, desde que Miriam fora internada às pressas devido ao aborto espontâneo pelo qual passara.
Casados desde os 19 anos, com uma linda filha, apesar das dificuldades que vinham enfrentando, aguardavam seu segundo filho com todo amor que é possível, com planos para o futuro, com a energia e parceria que jamais esteve ausente em sua relação.
Mas agora têm de passar por esse trauma. E algo ainda mais sombrio, que está para ser revelado.
Um Amor Perfeito não é um livro erótico, cheio de excitação, que temos visto ultimamente nas prateleiras das livrarias.
Não.
Ele lida com o dia a dia, com as realidades de um casal. Ele mostra que somos testados o tempo todo e nos faz passar por situações que nos fazem questionar até onde podemos ir, o quanto podemos suportar.
Wade e Miriam passarão por uma situação que, na vida real, faria muitas pessoas desistirem umas das outras, jogar a toalha e seguir rumos diferentes.
Até mesmo sua filhinha Jessica e Evan, seu amigo inseparável, percebem que a vida não é a mesma.
Um Amor Perfeito é uma linda história sobre amor, sobre amadurecimento, crescimento, sobre valores como respeito, fé, coragem, companheirismo... enfim, sobre a vida e a maneira como a encaramos e conduzimos. É também uma história de como podemos reinventar o amor, de como redescobri-lo constantemente.
Só para não esquecer, este é o primeiro de uma série que, não se apavorem, não parece se estender como tantas por aí.
Vou ficando por aqui, neste calor avassalador, desejando que aproveitem o Carnaval com muita saúde, responsabilidade, camisinha, atenção no trânsito e alegria!

Fiquem bem e Carpe Diem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados