23 de dezembro de 2014

Resenha: Indo Longe Demais@Record

Indo Longe Demais
One step too far

Autor: Tina Seskis Editora: Record
Categoria: Suspense
Páginas: 308
Lançamento: 2014






Sinopse 
“Uma família perfeita, uma vida feliz. Por que Emily resolveu fugir?

Emily Coleman tem uma vida aparentemente feliz, um filho adorável e um marido perfeito, mas, numa certa manhã, decide deixar tudo para trás... Para onde ir agora? O que fazer? Emily está perdida, sozinha no mundo e, por mais que ela tente, não consegue fugir de um passado perturbador.
Com uma narrativa ágil e instigante, Tina Seskis conduz o leitor por frustrações, medos e traumas da protagonista que, depois de uma reviravolta em sua vida perfeita, decidiu que o melhor a fazer seria fugir do próprio destino. Com um final surpreendente e uma trama de tirar o fôlego, Indo longo demais é um suspense fascinante, que prende o leitor do início até a última página.”

Uma promessa de suspense e de “thriller psicológico perturbador”, Indo Longe Demais conta a história de Emily Coleman que, aparentemente sem razão, muda completamente a sua vida.
A narrativa, para um leitor menos atento e amante do gênero, pode tornar-se confusa, pois está em primeira pessoa – quando conta os episódios atuais da vida da protagonista – e em terceira pessoa – quando conta situações passadas e/ou dos demais personagens.
O livro começa em julho de 2010, quando Emily está andando pela plataforma para embarcar num trem que a levará para longe de tudo e de todos que ama – pais, marido, filho... filho.
Enfim, ela resolve que abandonar tudo é a solução para seu problema, mas não fica claro para o leitor qual é o seu problema.
Durante a história a autora vai fazendo com que conheçamos alguns detalhes da vida anterior e da atual de Emily ou Catherine – nome que passa a usar para não ser encontrada. Também vamos tomando conhecimento dos demais personagens que fazem parte de sua vida.
Ficamos sabendo que sua mãe teve gêmeas, Emily e Caroline, o que foi uma terrível surpresa, já que não existiam tantos recursos médicos para prever partos assim. Terrível por vários motivos, para Frances que não conseguiu amar igualmente as duas crianças o que, fatalmente, trouxe consequências dramáticas para a vida de todos, sobretudo para as duas filhas.
Também são reveladas intimidades de seu pai, de seu marido Ben, de sua irmã e até mesmo de sua nova melhor amiga Angel.
Durante sua “fuga”, Emily passa uma enorme transformação, pessoal e profissional. O que foi bom e ruim ao mesmo tempo.
Em sua luta para tentar esquecer algo de seu passado, que fica incógnito até o final do livro, ela passa por muitas situações, incluindo o uso de drogas e consumo excessivo de bebida alcoólica.
Já li algumas críticas ao livro e algumas me deram a impressão de que o resenhista não leu o livro até o final. Enfim, entendo o porque, pois Indo Longe Demais não é um livro de fácil leitura, mas alguns julgamentos deixaram claro que a pessoa desistiu da história.
Não diria que o final da história foi surpreendente, mas a impressão que me deu foi a de que os meios acabam com os fins, dependendo do ponto de vista de cada um dos personagens.
Esta não é uma história de finais felizes óbvios, mas daqueles pelos quais os personagens lutam e talvez não alcancem, daqueles em que até mesmo a esperança precisa de uma força. Não é pessimista, mas realista.
Fique tão intrigada com algumas passagens – não no bom sentido, que busquei na Nota da Autora a explicação para tudo aquilo. E, realmente, consegui compreender melhor a razão de determinadas abordagens.
Confiram Indo Longe Demais, aproveitem a leitura e tenham fé, pois esta é a mensagem que tiro dessa história: não está tão ruim que não possa ter solução.
Fiquem bem e Carpe Diem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados