13 de agosto de 2014

Papo Envenenado: Eu te Vejo

“O amor não é senão o desejo;
e assim, o desejo é o princípio original de que todas as nossas paixões decorrem,
como os riachos da sua origem; por isso, sempre que o desejo de um objeto se acende nos nossos corações, pomo-nos a persegui-lo e a procurá-lo e somos levados a mil desordens.
Miguel de Cervantes
Olá, Envenenados!
  
Hoje trago para vocês a indicação de uma trilogia que fará a alegria de muitos leitores.
Para aqueles que são fãs de romances eróticos chegou a trilogia italiana Eu te Vejo, Eu te Sinto e Eu te Quero, de Irene Cao, lançados pela Suma das Letras.

“Chega um ciclone erótico.” – Grazia
“Arte, sensualidade, gastronomia e paixão iluminam a história ambientada em Veneza” – Corriere della Sera 
“Uma trilogia erótica feita de arte, amor, sexo, amizade e cozinha.” – Vanity Fair Italia 
“Apesar de apaixonada pela arte e pelas cores de Veneza, cidade onde vive, a jovem restauradora Elena Volpe tem seu coração como uma tela em branco, pois nunca viveu uma grande paixão. Com 29 anos, a protagonista de Eu te vejo, tem a sua vida transformada com a chegada de Leonardo Ferrante, um famoso chef de cozinha e o mais novo inquilino do palácio onde trabalha na restauração de um afresco.
O encontro com Leonardo abala suas certezas, abrindo as portas de um paraíso inexplorado. O chef sabe que o prazer é uma conquista para todos os sentidos – tem uma forma, um odor, um sabor – e guiará Elena até os limites mais doces e extremos do sexo, mas sob uma condição: nunca deverá se apaixonar por ele. A jovem aceita a proposta e deixa-se seduzir por este homem de passado misterioso, que parece fugir de seu desejo de prendê-lo a ela para sempre.
Em Eu te vejo, Irene Cao revela uma trama de escrita suave, como o pincelar cuidadoso de uma restauração, e saborosa, como a gastronomia italiana. Tendo como cenário a exuberante cidade de Veneza, o primeiro volume da primeira trilogia erótica italiana traz todos os sentidos envolvidos na paixão entre Elena, uma mulher que não conhece o amor, e Leonardo, um homem que só conheceu o lado mais obscuro desse sentimento. “
Segundo as boas línguas, a leitura é muito agradável, e, apesar de seus clichês, a história já cativa por ser ambientada na romântica Veneza, fazendo um alinhavo entre gastronomia, artes, sexo e crescimento dos personagens.
Leonardo é o cara – chega, abala as estruturas, promete aventuras inenarráveis nesse “casto” espaço, desde que Elena não se apaixone por ele.
Mas como acontece com as crianças, quando dizemos para não correr: o que elas fazem?
Eu, como sou curiosa, já estou com meus dois volumes aqui para apreciar sem moderação, já de olho no terceiro da série. Depois eu volto pra fazer as fofocas usuais.
Enquanto isso, aproveitem a dica, pois acho que, como eu, vocês também ficarão tentados a Ver, Sentir e Querer.
Até a próxima, queridos!
Fiquem bem e Carpe Diem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados