8 de julho de 2014

Resenha: 'A Evolução de Mara Dyer' da @GaleraRecord


Editora: Galera Record
Autora: Michelle Hodkin
Volume: 2
Páginas: 406
Gênero: Suspense/Ficção Estrangeira


Série Mara Dyer
1- A Desconstrução de Mara Dyer (2013); RESENHA AQUI
2- A Evolução de Mara Dyer (2014);
3- The Retribution of Mara Dyer (previsão de lançamento em inglês em 2014)


Sinopse

As misteriosas e perigosas habilidades de Mara continuam a evoluir. 
Ela sabe que não está louca e agora precisa se prender desesperadamente à sanidade. 
Mara sabe que é tudo real; pode matar com um simples pensamento, assim como Noah pode curar com apenas um toque e que Jude, o ex-namorado morto por ela, está realmente de volta. Mas para descobrir suas intenções, deve evitar uma internação em um hospital psiquiátrico. 
Confusa com as paredes se fechando e ruindo ao seu redor, ela deve aprender a usar seu poder.




Bem, quando se lê uma série é muito difícil que seu segundo livro supere e seja melhor que o primeiro. Digo isso por experiencia própria. Geralmente o segundo livro possui uma história morna e um enredo mais morno ainda...

Surpreendentemente isso não acontece com este segundo livro!

A autora Michelle Hodkin de forma brilhante mantém a qualidade da história e com seus finais de capítulos arrebatadores fisga o leitor de forma brilhante e intrigante.

O livro começa exatamente onde o primeiro terminou. Isso foi fantástico!! 
Depois de esperar desesperadamente por esta sequencia, começar a leitura assim foi perfeito...

Mara está num hospital logo após 'surtar' por ter encontrado seu ex-namorado. Aquele ex que ela imaginou ter matado com a mente junto com a irmã dele e sua melhor amiga.

Pois é... estas mortes a perseguiram por todo o primeiro livro. Mara sabe que tem 'problemas mentais', mas sempre ficou na dívida se ela realmente tem este poder de matar as pessoas só desejando as mortes delas ou se estas mortes são consequências de fatos inusitados ou apenas coincidências. Então, após este reencontro que só ela teve... ela acaba por se questionar e duvidar de si mesma. Como é possível que Jude esteja vivo? 

Com seu estado mental prá lá de instável, sua família decide interná-la numa clínica psiquiátrica para seu próprio bem. Mara fica desesperada ao pensar que sua família ficará à mercê de seu ex e começa a bolar um plano para ficar em casa e assim protegê-los. 

Contar a verdade para seus pais é algo que ela descarta, já que sua mãe e seu pai estão sempre super preocupados e não são nada crédulos com assuntos sobrenaturais. Dizer que Jude está vivo não é uma opção. Definitivamente eles pensariam que ela estava vendo uma alucinação e nunca acreditariam que ela é especial e não louca.

Com a ajuda de seu irmão mais velho que é maravilhoso e fiel, ela consegue convencer os pais e a psicóloga encarregada de seu caso que não precisa ser internada. Então, Mara passa a frequentar uma clínica de reabilitação psiquiátrica cinco vezes na semana escondendo de quase todo mundo as coisas estranhas que acontecem ao seu redor.

Noah está sempre ao lado de Mara não deixando que ela perca a cabeça e consegue se infiltrar na família dela se tornando querido por todos. Assim, mais próximo de Mara ele é capaz de perceber e ajudá-la a entender o que é surto psicótico e o que é real em sua vida.

Nesta louca e assustadora vida que Mara leva, Noah é a tábua de salvação e é ele que acaba amarrando algumas pontas deste suspense.

Mara faz algumas descobertas intrigantes a respeito de sua família que podem explicar a origem de seus poderes e através de algumas lembranças do passado, que você pode demorar a entender o sentido que elas têm na história, ela vai ligando alguns pontos que só serão realmente revelados no próximo livro.



  Apesar de rolar aquele romance ao fundo da trama, o livro te pega pelo pé mesmo é com todo o suspense e aquela pitada de terror que faz seu coração parar algumas vezes durante a leitura.

O final é arrebatador e te deixa desesperado pelo próximo livro. Amei sentir isso no final e perceber que realmente a história continuou boa e digna de ser relida. Por incrível que pareça, me deu vontade de reler o primeiro livro também!!

Esta é uma série que vale a pena ser lida, já que sai do clichê 'romance sofrido' que temos encontrado por aí...

Não perca tempo!

Boa leitura...

3 comentários:

  1. Estou louca por esse livro!!!!
    Li o primeiro e adorei, agora então que sei que o enredo segue com a mesma qualidade, como vou controlar a ansiedade? kkkk
    B-jusss!

    ResponderExcluir
  2. " Romance sofrido" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk rindo alto.
    E tem muito romance assim por aí, não que não goste, mas ler romances 'mais normais' é bom também rs.
    Ainda não li o primeiro livro, então fico meio perdida na historia rs. Mas adorei saber que a autora não deixou a peteca cair neste segundo livro, e um capitulo que termina dando gancho para o seguinte é sempre muito mais rapido de ser lido, fora que não se torna uma leitura chata, pretendo começar a ler a serie em breve,
    beijos.

    ResponderExcluir
  3. O enredo descrito na resenha parece bem pretensioso, eu espero poder ler em breve.Gosto de livros assim que causam euforia e ao mesmo tempo raiva porque não se sabe qual o verdadeiro final.

    http://www.vicioemlivros.com/

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados