7 de abril de 2014

Resenha: 'Peça-me o que quiser ou deixe-me' da @Suma_Br


Peça-me o que quiser ou deixe-me

Autor: Megan Maxwell

Editora: Suma de Letras
Páginas: 364
Lançamento: 2014
saraivasubmarinotravessa


Sinopse:

No último volume da trilogia, os protagonistas lutam para preservar sua relação. Judith está adorando ter o Iceman só para ela, e os jogos eróticos dele continuam lhe dando prazer; Eric se sente o homem mais feliz do mundo e não pode imaginar sua vida sem seu grande amor. Mas os ciúmes e a superproteção do alemão são motivos de constantes brigas — Judith já não está tão certa sobre o futuro da relação. Com Peça-me o que quiser ou deixe-me, Megan Maxwell conclui uma das sagas eróticas mais populares da Espanha.




Confesso que comecei a ler essa trilogia por curiosidade: uma amiga do serviço ficava comentando em que parte estava, aí não resisti. Não que eu não fosse ler; eu estava de ressaca literária dos eróticos, meio cansada da temática, esperando uma estória com um diferencial... e com certeza encontrei em Peça-me o que quiser.

Abordando uma temática mais pesada e cheia de tabus, Megan Maxwell retrata um outro lado do erotismo, inovando e deixando o leitor muitas vezes envergonhado, pelo menos foi assim que eu me senti.

Em menos de um dia eu estava encantada pelos mistérios do sexy Eric Zimmerman e o gênio para lá de quente da Judith. Desesperada, li a continuação, "Peça-me o que quiser, agora e sempre" em tempo recorde também e contei os dias para o desfecho do "casal incêndio".

O começo do terceiro livro é mais calmo em relação aos outros: Eric quer sua espanhola de volta a todo custo e não mede esforços para provar que é merecedor do seu amor. Judith, que cada dia que fica longe do seu Iceman percebe que não consegue viver sem ele, acaba o perdoando.

Antes mesmo deles chegarem na Alemanha a coisa pega fogo; o tempo que ficaram longe e a atração infinita que sentem, rendem boas páginas de puro prazer.

Mas como na vida desses dois nada é fácil e a insegurança no relacionamento ainda reina... cada "a" dito de maneira diferente gera um tsunami de brigas...
Tudo isso piora quando uma sobrinha do empregado de Eric vem passar uns dias com o tio.
A menina é puro veneno e sem mais nem menos coloca Eric contra Judith e seu melhor amigo Björn.

Sozinha na Alemanha, Judith acaba sendo surpreendida por uma notícia que vai deixá-la pra lá de atrapalhada e sem entender o porque da fúria de Eric contra ela. Honrando seu gênio espanhol forte ela tentará resolver tudo o mais rápido possível.

Nos últimos capítulos somos apresentados a Melanie, uma mulher com um quê de James Bond, que chega para abalar o sexy Björn. Fiquei meio perdida com essa "adição" de personagem no final da estória. Não contente, corri para internet pesquisar e descobri que ainda teremos um livro especialmente para eles (Björn e Melaine), ele chega às livrarias do Brasil mês que vem \o/


Megan Maxwell me conquistou. 
Em nenhum momento ela perdeu a mão e deixou a estória se tornar arrastada, cansativa. Sim! Tiveram momentos mais mornos, uma pausa para recuperar o folego, porque logo adiante ela adicionava um elemento para nos prender.

O final é perfeito para o casal, mostrando que os opostos, quando encontram um equilíbrio podem ter o final feliz que merecem.

Beijinhos,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados