9 de janeiro de 2014

Resenha: 'A Garota do Penhasco' da @Novo_Conceito



A Garota do Penhasco

Autora: Lucinda Riley
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581632575
Assunto: Romance
Nº de páginas: 528

Por mais de um século, passado e presente têm separado duas famílias. Hoje, no entanto, Aurora poderá, enfim, uni-los.
Ainda que a um preço muito alto.

A Garota do Penhasco é um romance que enreda o leitor através de vários fios: a história de Grania Ryan e sua querida Aurora Devonshire, a garota do penhasco, nos fala sobre mudança de vida.

A história das famílias Ryan e Lisle é um lindo conto sobre um século de mal-entendidos e rancor entre inimigos que se acreditam enganados por falcatruas financeiras.
O caso de amor entre Grania Ryan e Lawrence Lisle comove por sua delicadeza e força vertiginosa que culmina em imensa tristeza.
Mas, sobretudo, A Garota do Penhasco é um livro que mostra como é possível encontrar uma finalidade, um propósito, quando todas as esperanças parecem perdidas.

“De ritmo tenso e original, este é um romance envolvente sobre recuperação, resgate, novas oportunidades e amor perdido.” – Booklist

Olá Envenenados!!!
Questões para refletir:
Por que as pessoas se permitem conhecer outras pessoas?
Por que permitem que esses outros seres humanos conhecidos a pouco se tornem parte de suas vidas?
Esses questionamentos sempre me intrigaram. 
Esses entrelaçamentos de vidas (às vezes muito pouco prováveis) são obra do destino ou fazem parte de um plano maior? Estes encontros que aparentemente nada tem em comum costuram o pano de fundo para o maravilhoso romance A Garota do Penhasco.                    
            Este é mais um conto de Lucinda Riley que de forma magistral nos conduz pela história de Grania e Aurora, marcado por encontros e desencontros no passado e no presente.
            Grania é uma escultora em ascensão que vive em Nova York, divide um apartamento com seu namorado e após uma grande decepção volta para sua família que vive no interior da Irlanda. Curtindo esse momento de introspecção ela conhece Aurora uma menininha órfã de mãe que vive em uma grande casa no alto da colina. Após o encontro no penhasco, imediatamente elas começam uma amizade, porém, esta aproximação deixa Kathleen, a mãe de Grania, bem aflita, pois o passado das duas famílias promoveu ligações marcantes e dolorosas.
"A figura frágil achava-se perigosamente próxima da borda do penhasco. A longa e luxuriante cabeleira ruiva revolvia-se atrás de seu corpo esguio, agitada pela forte brisa que soprava do oceano. O vestido de algodão branco chegava-lhe aos tornozelos e deixava expostos os pequenos pés descalços. Mantinha os braços esticados, a palma das mãos voltada para a massa espumante do mar cinzento, abaixo, o rosto pálido voltado para o alto, como se estivesse se oferecendo em sacrifício aos elementos". (p.09)

            Contrariando os pedidos da mãe, Grania se envolve cada vez mais com Aurora o que leva Kathleen a contar sobre o passado das famílias Lisle e Ryan, onde são conhecidas histórias sobre a guerra, segredos, traições, conflitos e amor, que nos levam a entender as decisões tomadas além de conhecermos as manipulações que impactaram tanto a vida de nossas protagonistas. 
Este encontro com Aurora, uma menininha que é muito mais madura do que sua pouca idade pode revelar, ajuda Grania a crescer e amadurecer muito no decorrer da história, ela consegue se conhecer melhor, aprendendo a lidar com seus medos, teimosia e o orgulho que motivaram sua ida para a Irlanda.

   O texto intercala os acontecimentos do passado, do presente e em certo ponto nos faz acompanhar o desenrolar em tempo real dos fatos. As várias histórias paralelas, com momentos históricos fortes e marcantes, personagens cativantes e envolventes, poderiam tornar a leitura cansativa, porém, a autora torna a narrativa fluída e agradável.
            A capa do livro é perfeita, nos remete aos penhascos da Irlanda e durante a leitura, se fecharmos os olhos conseguimos imaginar as ondas do mar batendo contra as rochas.
E o final… ah, o final. Quando pensamos que já experimentamos todos os sentimentos, Lucinda nos surpreende com um final completamente inesperado: o livro, que já estava bom até então, fecha com chave de ouro com um desfecho que com certeza fará lágrimas brotarem nos olhos de muitos leitores.
Com personagens complexos e uma trama revigorante A Garota do Penhasco é um daqueles livros que não conseguimos largar até a última página. 
O que está esperando para se emocionar com a história de Grania e Aurora?
Até a próxima!
Beijos,

2 comentários:

  1. Olaaaá! Eu sigo o seu blog há um tempão e gosto muito dele, hoje fiz um post em meu blog sobre uma TAG Literária e marquei vocês! Ficaria imensamente feliz se vocês participassem! *-*

    Obrigada!
    Biula (http://sibipapoliterario.blogspot.com.br/)

    ResponderExcluir
  2. Ai, Clarice, você elogiou tanto que agora fiquei curiosa com esse livro. rs
    Eu particularmente adoro livros que misturam tempos (passado, presente e futuro) e pontos de vista diferenciados. Já gostei! ;-)
    Adorei o post! Parabéns.
    Beijão! Fica com Deus!
    Jaqueline de Marco
    http://jaquelinedemarco.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados