17 de dezembro de 2013

Resenha: "Teardrop" da @GaleraRecord



Título: Lágrima
Série: Teardrop
Volume: 1
Autora: Lauren Kate
ISBN: 9788501403971
Páginas: 336
Editora: Galera Record
Ano: 2013
Sinopse

Depois de perder a mãe em um acidente mar, Eureka acha que nunca mais voltará a sorrir. 

E a promessa que fez à mãe – a de nunca mais chorar – se torna quase impossível… até conhecer Ander. 

Louro, alto e de pele muito branca, o rapaz parece estar em todos os lugares e saber coisas que não deveria sobre Eureka. 

Inclusive um estranho segredo relacionado às suas lágrimas e aos três artefatos que herdou da mãe: uma carta, uma pedra e um misterioso livro que conta a história de uma menina com o coração partido. Ela chorou tanto que deixou debaixo d´água um continente inteiro. 

Logo Eureka vai descobrir que a antiga lenda é mais que uma história, que Ander pode estar dizendo a verdade e que sua vida pode ter um curso mais sombrio do que ela imaginou.




Eu estava ansiosa pelo lançamento de Teardrop. Para os fãs de Lauren Kate, a autora mais fofa que existe, este livro era a promessa de um novo romance onde pudessem mergulhar de cabeça e matar as saudades das palavras, dos pontos e vírgulas, dos travessões e dos lindos personagens inventados pela mente criativa da nossa diva carismática!

Me encantei pela Lauren quando ela vaio ao Brasil e me apaixonei pela série Fallen... mas eu não podia imaginar que a danada enriqueceria e aprimoraria sua escrita nesta série!!

O livro é primoroso e prende você do início ao fim...

Eureka é uma personagem tão sofrida e cheia de mágoa que é difícil não querer entrar no livro e ter a vontade de colocá-la no colo... Chorei com ela e sofri lendo sobre a sua dor.

"Antes de Diana morrer, Eureka achava que o mundo era um lugar empolgante. A mãe era uma aventura. Notava coisas em uma caminhada simples que a maioria das pessoas deixaria passar uma mil vezes. Ela ria alto e com mais frequência que qualquer um que Eureka conhecesse - em certas ocasiões isso constrangeu Eureka, mas hoje ela descobria sentir mais falta do riso da mãe que de qualquer outra coisa." (P. 24) 

Perder alguém que se ama é horrível, ainda mais se for a sua mãe... 
O relacionamento que elas tinham era maravilhoso e juntas desbravaram cidades, países e culturas. O trabalho como arqueóloga fez com que mãe e filha estreitassem laços e se conhecessem muito bem...

Assim, quando Eureka perde a mãe numa tragédia bizarra e inacreditável... seu mundo acaba! Ela perde a vontade de viver e não se importa com nada...

"Suicídio. A palavra tinha um ar mais violento do que a tentativa havia sido.... Tentou pensar em algo animador sobre o futuro, mas sua mente só rolava para trás, aos momentos de alegria perdidos que nunca mais poderia ter. Ela não podia viver no passado, então concluiu que não podia viver". (p. 18)

E mesmo com todo este sofrimento, ela não chora... não derrama nenhuma lágrima... ela não pode quebrar a promessa que fez para a mãe de NUNCA chorar.

Ela não sabe o por que de sua mãe ter lhe obrigado a fazer essa promessa, mas ela cumpre até no dia mais infeliz de sua vida. E é aí que conhecemos a força e a lealdade desta personagem.

Sem a mãe... ela se vê perdida no meio da nova família do seu pai. Sua madrasta não a compreende, seu relacionamento com seu pai é superficial, mas com seus pequenos irmãos gêmeos ela até consegue ser ela mesma.

Seus dois amigos mais próximos ainda a fazem interagir com o mundo lá fora... mas ela não consegue 'sentir' mais nada... até o dia em que encontra um rapaz desconhecido e sua vida começa a mudar...

Ander surge de repente e muda a vida de Eureka!

Ele é misterioso e nós leitores sabemos muito mais sobre ele do que Eureka...

"Ele sabia tudo sobre ela. Iria gabaritar todas as questões em uma prova sobre suas complexidades. Ele a observava desde o 29 de fevereiro em que ela nasceu. Todos os Semeadores a vigiavam. Ele a observava desde antes de ele ou ela saberem falar. Eles nunca se falaram. Ela era a vida dele. Ele tinha de matá-la." - (P. 11)

Depois que ele aparece em sua vida, as coisas começam a se encaixar... os artefatos que recebe da mãe na leitura do seu testamento são a chave de todo o mistério que começa a ser revelado depois da metade do livro... e Eureka percebe que seu coração antes anestesiado... ainda bate... percebe que ela ainda é capaz de sentir... que pode voltar a amar e talvez ser feliz!!

Nada é o que imaginamos e os acontecimentos que fazem você prender a respiração são fantásticos. Será que o choro de alguém pode devastar tanto?

O livro termina com aquele gostinho de quero mais e ficamos com o coração apertado... mas temos a nítida sensação de que este é só o começo da história que promete ficar mais envolvente a cada livro!

Amei a mitologia criada, a história de Atlântida resgatada e que deixa a curiosidade do leitor a mil por hora...

Lauren está melhor do que nunca e sua sensibilidade no escrever nos comove e enche nosso coração de ternura e amor! Impossível não mergulhar neste livro e impossível não derramar várias lágrimas! Lindo!

Estou torcendo por Eureka acima de tudo...


Tenho um pressentimento de que vou gostar muito mais desta série do que da série Fallen... Será isso possível?? rs

Obrigada Lauren... <3

Outro <3 para a Galera Record que está me alegrando demais com estes últimos lançamentos... O ano de 2013 foi fantástico!!
Obrigada!! ;-)

Beijocas,

Um comentário:

  1. Aeee
    Não conhecia o livro. Vi ele de relance na Saraiva esses dias, mas só. Sua resenha me deixou curiosa. Vou anotar na minha lista o/

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados