23 de setembro de 2013

Resenha: 'Todo dia' da @GaleraRecord




Todo Dia
Autor: David Levithan
Editora: Galera Record
Lançamento: 2013
Páginas: 280
Compre aqui:



Sinopse


Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar.

Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. 

Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. 

Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. 

A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.



Inusitado... estranho... delicioso... comovente... apaixonante...

O que dizer de 'Todo Dia'?? Posso começar dizendo que quero dar um abraço de urso em David Levithan... um autor sensível e hiper criativo.

Juro que quando li a sinopse de Todo dia... não me interessei muito. Fiquei desconfiada e achando que esta história fantasiosa não ia me agradar. Mas sou curiosaaaaaaaaaaaaaaaaaa... e depois de tantos elogios a sua escrita em 'Will & Will - Um nome, um destino' resolvi que ia dar uma chance ao autor.

Que pretensão a minha... 

Só um super autor é capaz de transformar uma história inusitada e meio bizarra que narra a vida de um cara, um espírito, uma entidade, um... sei lá o quê... chamado A, em uma história que além de te fascinar e te encantar, te prende até o último capítulo.

 'A' não tem corpo... ele acorda todo dia num corpo diferente e por 24 horas vive com um corpo emprestado... uma vida emprestada. Apesar de se reconhecer como pessoa e ter seus gostos e suas preferencias, ele tem que lidar com pessoas e famílias distintas e se adaptar a cada uma delas a cada troca de corpo.

'A' tenta não interferir na vida de seus receptáculos. Todos tem a idade de 16 anos e assim é fácil imaginar que sempre está passando por situações bem inusitadas...

A cada troca de corpo, acompanhamos a luta de 'A' em se encontrar no corpo de outros... garoto, garota, nerd, drogado, depressiva, esportista, gay, lésbica, rebelde ou pacifista... as lições que o autor é capaz de nos dar a cada 'vida' vivida em apenas 24 horas é de emocionar!

Mas a narrativa de David que já nos amarra no começo do livro, fica bem melhor quando 'A' se apaixona e sua vida vira de cabeça para baixo.



A partir daí o livro fica mais intenso e aborda de forma linda e sensível o amor... o cuidado com o outro, o respeito e outros sentimentos avassaladores que podem te mudar e te transformar enquanto cada parágrafo é lido e sentido...



Todo Dia é aquele livro que você deseja que nunca termine... é aquele livro que te muda enquanto você lê... que te estimula a ser alguém melhor... que te emociona e que te deixa mais sensível e brando...

É o tipo de livro que, infelizmente, vemos pouco por aí!!



Além disso tudo, é o tipo de livro que coloca uma tremenda responsabilidade sobre seus ombros... a responsabilidade de te fazer 'olhar' para os outros com um olhar mais carinhoso, um olhar sem preconceito e nada discriminatório... por que lá no fundo... você não sabe pelo que cada um está passando ou o que cada um está sentindo...

Então, seja gentil... AME e deixe o amor fluir...



6 comentários:

  1. O livro parece ser incrível. A história de A é muito especial e sofrida. Já parou pra pensar como deve ser difícil viver em corpos diferentes todos os dias e amar e não conseguir se comunicar com sua amada, por não conseguir ser ele mesmo. Amei seus comentários. Já pensava em ler esse livro e agora mais ainda. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Math!
    Fiquei bem intrigada com o enredo desse livro e espero que o autor tenha sido bem criativo mesmo, porque elaborar uma trama onde a cada dia tem que estar em um corpo diferente, é surpreendente.
    Gostei muito da forma como resenhou.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. O livro é diferente, mas realmente acredito que não gostaria muito dessa coisa de 'todo dia em um corpo'. Não consigo imaginar algo, alguém ou alguma coisa vivendo dessa maneira sem vida. Se haver algo mais sobre esse livro vou ler/acompanhar, pois de tão estranho me chamou atenção.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. GENTE eu não dava nada para esse livro... Li Will & Will e me encantei com a escrita do autor! Vou dar uma chance assim que minha lista de prioridades e deveres desafogar um pouco! =]

    ResponderExcluir
  6. Adorei a temática de Todod Dia, totalmente inusitada. Acho q poucas pessoas poderiam ter imaginado uma prisão tão diferente como essa q é estar preso ao corpo de pessoas diferentes a cada 24 horas. Bela resenha. Merece sim, ser lido!

    Adriana Medeiros

    minhavelhaestante1.blogspot.com

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados