27 de agosto de 2013

Resenha: Paperboy da @Novo_Conceito




Autor: Pete Dexter
Editora: Novo Conceito
Páginas: 334
Ano: 2013


Sinopse:
Hillary Van Wetter foi preso pelo homicídio de um xerife sem escrúpulos e está, agora, aguardando no corredor da morte. Enquanto espera pela sentença final, Van Wetter recebe cartas da atraente Charlotte Bless, que está determinada a libertá-lo para que eles possam se casar. 

Bless tentará provar a inocência de Wetter conquistando o apoio de dois repórteres investigativos de um jornal de Miami: o ambicioso Yardley Acheman e o ingênuo e obsessivo Ward James.

As provas contra Wetter são inconsistentes e os escritores estão confiantes de que, se conseguirem expor Wetter como vítima de uma justiça caipira e racista, sua história será aclamada no mundo jornalístico. No entanto, histórias mal contadas e fatos falsificados levarão Jack James, o irmão mais novo de Ward, a fazer uma investigação por conta própria. 

Uma investigação que dará conta de um mundo que se sustenta sobre mentiras e segredos torpes.Best-seller do The New York Times, Paperboy é um romance gótico sobre a vida aparentemente sossegada das cidades do interior. 

Um thriller tenso até a última linha, que fala de corrupção e violência, mas que, ao mesmo tempo, promove uma lição de ética.


Paperboy foi o livro que me interessou pelo enredo. Surpreendentemente não sabia que tinha virado filme, mas honestamente, quando vi que Matthwe McConaughey estava no elenco achei que era a cara dele essa história (ele fez Amistad e Tempo de Matar, dois filmes excelentes e polêmicos que giram em torno do racismo).

A história se passa nos EUA, na década de 60. Num dos piores momentos da história contemporânea no que se refere às questões sociais, os negros lutavam para ter seus direitos garantidos. A marginalização dos menos favorecidos era feita de forma grotesca pela sociedade e assim, o país mais desenvolvido tentava se ajustar e mostrar para o mundo que aquele era o melhor país para se viver. Esse é o pano de fundo da história.

O narrador da história é Jack, um jovem que voltou para a casa dos país após perder a bolsa na faculdade e agora trabalha de motorista para o irmão, um jornalista investigativo. Ward e seu companheiro Yadley entram na história por causa de Charlotte, que tem uma atração por Hillary Van Wetter e após trocar cartas com ele, decide ficar noiva do homem acusado de matar o xerife local. Hillary é um homem perigoso e definitivamente longe de ser santo. O xerife que ele é acusado de ter assassinado havia matado alguns nengros sem nunca ter sofrido qualquer repreensão sobre o fato. Porém, seus dias são contados quando ele mata um branco.

Charlotte só pode ser definida como alguém com sérios transtornos. Sim, ela tem uma atração por homens condenados à morte e portanto faz tudo que estiver ao alcance para libertar seu noivo. Mas sua parcial insanidade é de certa forma, um sopro de divertimento.

Jack, o garoto-narrador, é um jovem com olhar apurado. Suas percepções e análises dos acontecimentos, são, muitas vezes, apuradas demais para um jovem como ele, o que demonstra o valor do garoto. Apensar de seu recém fracasso na faculdade e de sua relação complicada com o pai, Jack é um garoto florescendo.

Ward, irmão mais velho de Jack, é o cara que tem o faro jornalístico. É ele quem observa tudo com atenção, que sabe o que procurar, onde procurar, como questionar. Apesar de ingênuo, seu trabalho é excelente e seu caráter inquestionável. O que contrasta com o seu ambicioso parceiro, Yardley, um cara que facilmente ganha o ódio do leitor e que apesar de achar que realmente é o profissional excelente que acha, todo mundo sabe que ele é um nada.

Hillary, o acusado, é um homem perigoso. Ele não é bom, não é fácil e não é um coitado. Mas certamente é aquele cara que as mulheres espertas devem se manter longe, e se você for um homem que preze sua vida, não arruma confusão com ele. Contudo, apesar de ter alguns indícios que apontem a sua culpabilidade no assassinato, é tudo muito circunstancial.

O interessante de Paperboy é certamente o pano de fundo de toda a história. Além das questões sociais envolvidas, ainda podemos perceber as falhas do judiciário que ocorriam naquela época e ainda hoje continuam a existir. É sem sombra de dúvidas um livro ótimo e que eu recomendo a leitura.

14 comentários:

  1. Eu não havia me interessado por esse livro, achei que fosse uma coisa totalmente nada a ver... mas depois da sua resenha eu me interessei pela leitura. E tem filme, então me animo mais ainda para ler e depois conferir nas telonas (ou melhor, aqui em casa é telinha) o que imaginei lendo.

    Beijos
    http://girlfreakbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu tinha uma ideia totalmente diferente da história, não sabia que envolvia essas questões judiciais. Não tive oportunidade de ver o filme mas de qualquer forma pretendo ler o livro antes de assistir à adaptação.

    ResponderExcluir
  3. Eu não tinha gostado da capa desse livro e nem estava interessada até uma amiga me dizer do que se tratava, ai ganhei o livro e estou doida pra ler, gostei de saber um pouco mais tem sempre alguma coisa que agente descobre lendo as resenhas.

    ResponderExcluir
  4. Já havia lido sobre esse livro. E na época já estava interessada em ler, mas deixei passar. E lendo agora sua resenha voltei a ter interesse em ler e conhecer a história que você nos conta. Não sabia do filme. Vou procurar por ele também. obrigada.

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bom?
    Passando para deixar um comentário rsrs
    Quero muito ler esse livro !
    Amei a tua resenha :)
    Beijos*-*
    Território das garotas
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Sou muito fã de livros do gênero policial,pois faz o leitor tirar suas próprias conclusão/opinar(antes do desfecho)e no final se surpreender...concordando com o comentário acima não gostei da capa,devido a forma que foi colocado as imagens e a cor utilizada(minha opinião),enfim achei bem interessante o livro através da resenha..a temática do livro é muito boa;;;

    ResponderExcluir
  7. Não é meu tipo favorito de livro, mas conseguiu chamar a minha atenção. Ainda mais que eu quero muito ver o filme com o lindo do Zac, mas quero ler o livro primeiro.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. O meu chegou hoje e quero ver como é. tem uma história bem melhor do que imaginei. Queria ver o filme, não sabia era que tinha esse livro, até falarem do lançamento dele.

    ResponderExcluir
  9. Gosto bastante de livros policiais, são leituras que realmente prende a atenção! Já tinha ouvido falar do livro, mas até então não havia lido uma resenha e, devo dizer que sua resenha me deixou louca pelo livro.
    Não gostei da capa, não sou fã de livros com capas de filmes. Mas um livro não é feito somente pela capa, né? E não devemos julgar k
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Não imaginei que a historia do livro tivesse esse conteudo, que envolve pena de morte e questões judiciais, mas gostei, pela tensão que a história passa, não vi o filme, alias, não conhecia, mas pretendo ve-lo assim que ler Paperboy! Ao contrario de muitos, eu gostei da capa, ela nos remete imediatamente aos anos 60, época q se passa a historia do livro, adorei! :)

    ResponderExcluir
  11. Confesso que não tinha conhecimento desse livro até saber do lançamento do filme. Essas personagens me parecem ser muito complexas e interessantes mesmo. O plano de fundo também me chama a atenção. Acho que levanta várias questões sociais para reflexão. Se tiver oportunidade, lerei, sim!

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  12. Primeira resenha deste livro que leio e gostei bastante, tanto da resenha quanto da proposta do livro. Vou colocar na minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  13. Eu já li esse livro a um tempo, e eu achei que não tem aquele objetivo que um livro de suspense tem por exemplo, mas a forma escrita e o tom investigativo que o autor deu são incríveis. Eu só achei que faltou alguns nós para serem desatados, mas mesmo assim gostei do livro!
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Parece ser bem interessante, quero lê-lo desde o lançamento. Ainda não assisti o filme.

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados