30 de julho de 2013

Resenha: 'Amor por Interesse' de Ruth Cardello

Bom dia envenenados,

Hoje trago para vocês uma resenha deliciosa...

Há tempos que eu não lia um livro tão fofo e tão divertido!!

Tá curioso para saber qual é??

Então vamos lá...



Amor por Interesse
Autora: Ruth Cardello
Série: Legacy
Livro #2
Ano: 2013
Editora: 


Sinopse

Nicole Corisi pode ser deserdada se não se adaptar às exigências feitas por seu pai no testamento, mas terá que se aliar a um irmão desconhecido para se encaixar às regras.

Stephan Andrade planeja sua vingança desde que Dominic Corisi assumiu, inescrupulosamente, a companhia de seu pai. A reputação da Corisi Enterprises depende do sucesso de um novo software desenvolvido pela China e Stephan finalmente tem a chance de retomar seu legado. A irmã mais nova de Dominic, Nicole, pede que Stephan a ajude, dando a oportunidade de elevar sua vingança ao nível pessoal.

Tudo corre bem, até que eles se apaixonam…

Ao passo que o “faz de conta” se torna dolorosamente real, Nicole terá que escolher entre Stephan e a família, à qual ele está determinado a destruir.



É tão bom se surpreender com um livro!! Ainda mais se a surpresa for agradável...

Amor por Interesse é o segundo livro da série Legacy escrito pela autora Ruth Cardello e que aqui no Brasil está sendo publicada pela nossa querida editora Quinta Essência.

No primeiro livro, Coração de Bilionário, já deu para sentir a gostosura de ler a narrativa escrita pela Ruth. Me apaixonei pelos protagonistas e adorei a dose de romance e sexo descritos por ela...

Então, eu estava ansiosa pela chegada da continuação achando que não poderia ser melhor que o primeiro... ledo engano...

Logo nas primeiras páginas de Amor por Interesse, conhecemos Nicole e sua situação nada agradável de estar nas mãos de um homem que não vê há anos e que odeia com todas as suas forças: seu irmão!

A histórias dos dois é complicada... e com a morte de seu pai, Nicole se vê tendo que tomar decisões que afetarão não só sua vida,  bem como a vida de vários funcionários da empresa de seu pai que ela aprendeu a amar enquanto deixava de ser uma menina e se transformava em uma mulher forte e determinada.

E determinação é a palavra de ordem... quando ela se vê numa encruzilhada, resolve pedir ajuda ao único homem em que confiou quando era mais jovem e o único que amou também: Stephan Andrade. 

Stephan é o vilão do primeiro livro e seu ódio por Dominic, o irmão de Nicole, é palpável e bem fundamentado... Quando jovem, se apaixonou por Nicole e ao ver seu pai perder a empresa da família para Dominic fica transtornado e acha que Nicole estava envolvida nessa transação de negócios que em sua cabeça, é inescrupulosa e desonesta.

Claro que Stephan e Nicole não ficam juntos, mesmo estando atraídos um pelo outro! Anos se passam fazendo com que esta rivalidade entre a família Andrade e Dominic só cresça e os afaste.

Mas eis que surge na vida dos dois um anjo em forma de uma mulher grávida e atrevida mais conhecida como Maddy, a prima de Stephan!!

É aí que a história começa... com Maddy usando a situação inusitada que Nicole se encontra para finalmente uni-la a seu primo novamente. E ela consegue com que toda a família italiana, barulhenta, amorosa e intrometida entre num esquema hilário para fazer com que Stephan aceite Nicole em sua vida e nos negócios...

O livro é uma delícia de ler e a gente ri muitoooooooooooooooooo...

Stephan e Nicole são quentes juntos e o amor que os une vai sendo revelado aos poucos para o leitor que torce para que tudo dê certo no final...

As revelações que vão surgindo durante a história mudam completamente a vida Nicole e seu irmão e isso é lindo de ler... Adorei demais a forma como a autora dá para a protagonista uma nova família que a aceita e a ama incondicionalmente e isso a faz ter forças para resgatar o amor de seu irmão e de sua nova cunhada.

Stephan também sofre uma reviravolta danada descobrindo segredos que seu pai guardava dele e acaba percebendo que o ódio que sentia pelo irmão de sua amada não tinha tanto fundamento assim... coisas de família...

 A história é bem amarrada e deixa aquele gostinho de quero mais para o próximo e último livro da série!

Amor por Interesse é um delícia e se você é romântica como eu... vai amar e indicar para suas amigas!!

Mas lembre-se, para entender e apreciar melhor a história é imprescindível que você leia o Coração de Bilionário primeiro. As histórias são entrelaçadas e só farão total sentido se lidas na ordem correta!!

Espero que a Quinta Essência lance rapidamente o terceiro livro!!!!

Divirta-se!!

Beijocas,

29 de julho de 2013

Sessão Pipoca: Wolverine Imortal

Se você acha que não aguenta mais filmes com o personagem, pense duas vezes. Primeiro porque nada melhor do que duas horas de Hugh Jackman  sem camisa em uma sala 3D! Depois o filme é uma boa diversão que em nada compromete a história original para quem é fã de Wolverine desde os quadrinhos!







Título original: Wolverine Inmortal
Título Nacional: Wolverine Imortal
Direção:
 James Mangold
Elenco: Hugh Jackman, Tao Okamoto, Rila Fukushima, Famke Janssen
País: EUA
Idioma: Inglês/ Japonês
Ano de produção:
2012
Ano de Lançamento:
2013
Censura:
14 anos
Duração:
 2 h 06 min

   








Mais uma vez atuando como o mutante que tem garras afiadas, a lá Freddy Krueger, nas mãos, Hugh Jackman parece cada vez melhor no papel.  Em vários flashbacks o filme começa mostrando quando Logan (nome de verdade do personagem) está no Japão durante a guerra e uma bomba explode. Ele era prisioneiro e acaba salvando a vida de Yashida (Hal Yamanouchi) que lhe será grato para sempre.

Com os anos Yashida se torna um milionário, enquanto Logan após matar Jean Grey (Famke Janssen), pois ela não conseguia controlar os poderes de Fênix, vive com a culpa e abandona tudo, se tornando quase um mendigo. Barbudo, sem tomar banho todo dia e vivendo na selva. Nada que lhe faça lembrar o passado é bem vindo, no entanto, um belo dia durante uma briga sua em um bar ele é convocado por Yukio (Rila Fukushima), uma jovem oriental de cabelos vermelhos e praticamente de muitas artes maciais que o convence a ir até o Japão onde Yashida quer se despedir dele pois está morrendo.



Quando chega em Tókio ele descobre que Yashida queria era que ele trocasse seu poder de imortalidade com ele, após Logan negar o velho morre. Na casa de Yashida ninguém parece se importar muito com a morte, somente sua neta Mariko (Tao Okamoto) que é também o motivo de Logan acabar ficando mais tempo no Japão do que havia pretendido. Com a morte de Yashida ela se torna alvo de todos pois é a grande herdeira, no entanto, nada do que parece ser é. 

As cenas de ação não faltam, Wolverine tanto apanha quanto bate! E para completar temos uma outra mutante no filme: Víbora (Svetlana Khodchenkova). Tão bonita quanto má ela é especialista em Biologia  e em envenenar as pessoas.

Claro que Wolverine vai ter um affair com sua protegida, claro que terão cenas engraçadas com o desdém dele ao matar o pessoal da Yakuza o que torna as 2h de filme um tempo muito bom para um filme com tanta ação, quando vemos já está na hora de tirar nossos óculos 3D.

Não é o melhor filme de super herói já lançado mas é muito bom, e isso já vale a entrada do cinema!

26 de julho de 2013

Sexta Envenenada: 1 ano de Delícias Literárias


“Os governos suspeitam da literatura
porque é uma força que lhes escapa.”
Émile Zola



Olá, Envenenados!
Hoje estou aqui, para homenagear a todos os escritores, pois ontem (25/07) foi o Dia do Escritor.
“O dia 25 de julho é um dia dedicado a homenagear o escritor brasileiro, aquele que elabora artigos científicos pautados em verdades comprovadas, ou textos literários, divididos em vários gêneros.
O surgimento da data se deu a partir da década de 60, através de João Peregrino Júnior e Jorge Amado, quando realizaram o I Festival do Escritor Brasileiro, organizado pela União Brasileira de Escritores, a que os dois eram presidente e vice-presidente, respectivamente.” Brasil Escola
Este é um trecho do texto de Jussara de Barros do site Brasil Escola, em que ela fala sobre a data e a dificuldade de se publicar textos de qualidade, uma vez que muitas editoras, preocupadas com o retorno financeiro rápido, não atentam para esse detalhe e muitas vezes também não se preocupam com uma edição mais atenta.
Enfim, quero deixar aqui meu apoio, minha gratidão e minha admiração a todos os escritores, a todos vocês que têm essa capacidade fenomenal de criar vida através de seus textos e com eles encantar as nossas vidas. Graças a vocês, nossa dedicação a espaços como este é possível.
Mas também estou aqui, não para falar de um personagem ou dois, especificamente, mas de todos os que me acompanharam durante este primeiro ano de Sexta Envenenada. Pois é, no dia 27/07/12, foi ao ar a primeira Sexta Envenenada.
Há 52 sextas-feiras, tenho vindo a esse espaço especial que também faz aniversário esta semana, para mostrar os personagens que mais me encantaram em alguns dos livros que tive oportunidade de ler.
O primeiro deles foi Lucas Swain, de Beije-me Enquanto Durmo, da Linda Howard. Deliciosamente inteligente, audacioso e divertido, ele e sua parceira Lily Mansfield, me lançaram definitivamente no mundo dos romances picantes e inteligentes, por sua causa me apaixonei, me viciei no gênero.
“- O que está vestindo? – A própria voz saiu mais lenta e grave que o normal.
Ela riu, surpreendida.
- Este é um telefonema obsceno?
- Poderia ser. Estou sentindo que emoções fortes virão. Diga-me o que está vestindo. – Ele a imaginou sentada, encostada nos travesseiros, puxando o cobertor para debaixo de seus braços, afastando seu cabelo despenteado do rosto.
- Uma camisola de flanela da vovozinha.
- Mentirosa. Você não é o tipo de mulher que veste esse tipo de camisola.
- Você ligou por algum motivo além de me acordar e perguntar o que estou vestindo?
- Sim, mas me distraí. Vamos lá, me diga.
- Não faço sexo verbal. – Ela parecia estar se divertindo.
- Por favor, vai! Poooor favooooor.
Ela voltou a rir.
- Por que quer saber.
- Porque minha imaginação está me matando. Você parecia tão sonolenta quando atendeu, e eu imaginei você toda macia e quente debaixo das cobertas. Foi daí que as coisas começaram a subir. – Ele olhou sorrateiramente para a sua ereção.”
Da mesma autora vieram outros machos fantásticos, como John Medina, de Atração Implacável, James Diaz, de Reencontros, Marc Chastain, de Revelações, Thompson Cahil, de Matar por Prazer, Cameron Justice, de Íntimo e Perigoso, Wolf e Joe Mackenzie, da Série Mackenzie, Robert Cannon, de Amando Evangeline, Reese Duncan de Duncan´s Bride e John Rafferty de Heartbreaker, entre outros. 
Cada um deles com suas características bem definidas, cada um deles tão diferente do outro, mas com a marca da sua criadora: homens possíveis, mas tão raros, fortes, passionais, territoriais e muito sexuais. Personagens que me tornaram a meretriz literária que sou hoje.
Na minha necessidade literária e sexual por mais histórias fantásticas e personagens deliciosos, acabei caindo nas graças da Irmandade da Adaga Negra, onde Wrath e seus meninos me fizeram desejar que sua espécie existisse de fato. Aliás, da forma que J.R. Ward descreve nosso rei, Rhage, Zsadist, Butch, Vishous, Phury, Rehvenge, John Matthew, Qhuinn, Blay e Manny, a gente acaba sentindo a presença desses machos de valor quando lê ou idealiza suas passagens. Isso sem falar dos anjos e outros mocinhos da série Fallen Angels.
Essas autoras têm o poder de nos fascinar, a ponto de procurarmos por atores, modelos, jogadores e outros que pudessem encarnar esses personagens. E olhem: eu já passei da adolescência há muito tempo. Mas é esta a magia que nos envolve, nossos livros, nossos personagens são tão incríveis e críveis que nos transformamos e sonhamos, saímos um pouco da realidade e nos confortamos com mundos diferentes dos nossos.
Nora Roberts é outra culpada pela minha vulnerabilidade a personagens literários. Com seus textos muito bem escritos, com tramas elaboradíssimas e homens tão reais quanto as suas histórias, ela faz mágica, literalmente, com sua escrita.
Entram para o rol de autores viciantes Lise Kleypas com seus romances históricos, seus ciganos misteriosos e divinos; Bella Andre, com seus amantes famintos; Gena Showalter com seus Senhores do Mundo Subterrâneo – sofridos, apaixonados e leais;  Madeline Hunter, que contando histórias de época, mostra que o desejo e o erotismo não é privilégio dos dias atuais; Lisa Marie Rice, que nos faz subir pelas paredes com suas cenas intensas e muito hot; Rosane Fantin, com sua maneira doce e sonhadora de escrever e criar personagens tão românticos e meigos quanto ela própria. Enfim, todos vocês e tantos outros, são responsáveis por nossos momentos de lazer, de excitação – em todos os sentidos.
É claro que não expus apenas textos e personagens cujas histórias traziam muita sensualidade e sedução. Mas não posso negar que os outros textos também me seduziram profundamente. Não há como deixar de falar de Filhos do Éden, do meu nerd de plantão Eduardo Spohr, da série Millenium de Stieg Larsson, Dom Casmurro do meu clássico Machado de Assis, Relíquias da fabulosa Tess Gerritsen e tantos outros, que passaram e ainda passarão por aqui.
Fico imaginando se eu seria capaz de criar histórias e personagens que pudessem fascinar os leitores, mas não acredito muito nisso. Fico muito grata só de poder me deliciar com os de vocês e  poder falar sobre eles, então, nossa! Não tem preço.
Estar aqui periodicamente e poder compartilhar com os leitores, tão apaixonados por livros como eu, é um presente que ganho semanalmente também.
Por isso, agradeço a todos, leitores, escritores, editoras e Mathilde por essa oportunidade ímpar de estar aqui fazendo o que faço.
Um beijo enorme a todos vocês e Carpe Diem, pois hoje é Sexta-Feira!

25 de julho de 2013

Resenha: Pousada Rose Harbor da @Novo_Conceito

Pousada Rose Harbor

Autora: Debbie Macomber
Editora: Novo Conceito
Páginas: 349

Publicação: 2013


Sinopse:

Jo Marie Rose decide comprar uma pequena pousada, como forma de superar a morte do marido. Mal sabe ela que as surpresas que a esperam nessa nova empreitada.
Seu primeiro hóspede é Joshua Weaver, que voltou para casa para cuidar de seu padrasto doente. Os dois nunca se conheceram pessoalmente e Joshua tem alguma esperança de que possam conciliar suas diferenças. No entanto, uma habilidade de Joshua há muito perdida prova que o perdão nunca está fora de alcance e que o amor pode florescer.
A outra hóspede é Abby Kincaid, que retorna a Cedar Cove para comparecer ao casamento do irmão. De volta pela primeira vez em 20 anos, ela quase deseja não ter ido, devido às memórias trazidas pela pitoresca cidade. E conforme Abby se reconecta com sua família e seus velhos amigos, percebe que só pode seguir em frente se permitir-se verdadeiramente a isso
.
 
 
 
Olá Envenenados!!!!
 
 
A vida nos reserva surpresas e reviravoltas que por vezes nos pega desprevenidos. É nessa situação que conhecemos Jô Marie uma mulher bem sucedida que se casou quando já tinha a vida estabilizada, porém, seu grande amor Paul morreu em um trágico acidente.
 
Sem que Rose soubesse Paul fez um seguro e deixou-a como beneficiária. Este seguro lhe rendeu uma boa quantia e em meio à dor de perder seu grande amor ela decide comprar uma pousada em uma pequena cidade de interior americano, Cedar Cover, na intenção de recomeçar sua vida em local mais pacato e longe das lembranças ainda tão vivas de Paul.
 
Como primeiros hospedes ela recebe Joshua Weaver e Abby Kincad cada um com seu fardo pessoal e seus problemas não resolvidos para tratar. Joshua retorna a cidade para cuidar de seu padrasto com quem não tinha um bom relacionamento, principalmente após a morte de sua mãe que fora a segunda esposa de Richard, e complicando ainda mais as coisas, morre também o filho de Richard deixando Joshua como o único parente vivo. A doença é grave e Richard está em estado terminal.
 
Abby retornou a cidade para o casamento do seu irmão, porém ela trás na bagagem muita mágoa, culpa e fantasmas do passado que deixa estilhaços profundos que atrapalham sua vida e sua felicidade.
 
Essas três pessoas diferentes com histórias diversas, mas que vivem situações em comum: elas precisam lidar com seus problemas do passado, perdoar e finalmente, se curar para viver plenamente o futuro.
 
Os protagonistas são um dos pontos altos do livro, a autora os tornou humanos com conflitos e situações vivenciadas que podem acontecer com qualquer um, diferente de alguns personagens superficiais que encontramos em outros romances. Nos tornamos fãs, torcendo e sofrendo um pouco junto a cada situação.
 
A história é completa e termina de maneira satisfatória, mas após alguma pesquisa descobri que esta é apenas a primeira de uma série e, além disso, é um spin-off e que alguns personagens apresentados durante a narrativa provavelmente apareceram em livros anteriores, nos resta torcer para que a Novo Conceito publique esta saga para que possamos encaixar todas as peças e curtir essas participações especiais.
 
Um livro que trata de perdas, mas que foca no crescimento dos personagens que nos leva a acompanhar o processo de cura e restauração de vários tipos de relacionamentos.
 
A Novo Conceito caprichou na capa e na edição decorando cada cantinho das páginas, deixando o livro muito fofo e visualmente muito bonito. Mais uma curiosidade, no final do livro existe um capítulo adicional com padrões de tricô para fazer os xales utilizados pela protagonista durante a história.
 
Ficou curioso para conhecer essas três histórias e seus personagens envolventes, leia A Pousada Rose Harbor, com certeza será um bom divertimento.
 
Até a próxima.
Beijos,
 

24 de julho de 2013

Promoção de Aniversário do Envenenadas!

Hey Envenenados,

Nada melhor que comemorar o aniversário com quem dedica um pouquinho do seu tempo para nós, comenta, curti, compartilha... e faz o blog crescer cada vez mais! É claro que é com nossos leitores que vamos "trocar" presentes...

Como todos sabem nossa queria Math esteve em New York a passeio, a The Big Apple encantou tanto que ela resolveu partilhar dessa experiencia com 3 sortudos! Isso mesmo 3 de nossos leitores vão receber em casa um kit contendo mimos dessa cidade mágica.


Para participa é fácil, basta:


  • Ter endereço de entrega no Brasil;
  • Ser seguidor PÚBLICO do blog no GFC;
  • Comentar nesse post 
" 3 anos de blog, 3 kits?! É claro que um é meu" 
+ nome de seguidor do blog
  • Preencher de maneira correta, e com um e-mail válido, as informações pedidas no rafflecopter:

Se encontrar essa simpática corujinha
em alguma de nossas postagem até a data da promoção, basta você comentar e terá uma entrada extra no rafflecopter. Mas ATENÇÃO, seu comentário tem que ser de acordo com o conteúdo da postagem.




A promoção começa hoje, 24 de julho, e vai até dia 10 de agosto de 2013.
Vencedores serão anunciados no dia 11.

Os vencedores serão avisado via e-mail, e terão 24 horas para responder com os dados necessários para o envio do prêmio.

LEMBRANDO que o prazo é de 30 dias para enviar os kits aos vencedores!

Boa sorte!!

Beijocas,


Aniversário Envenenado

Hoje é Outro Dia
Quando abro cada manhã a janela do meu quarto
É como se abrisse o mesmo livro
Numa página nova…
Mario Quintana

´




Olá, Envenenados!

“De acordo com o livro The Lore of Birthdays (‘A Sabedoria dos Aniversários’, sem tradução em português), dos antropólogos americanos Ralph e Adelin Linton, aniversários merecem comemorações desde o Egito antigo, ou seja, a moda surgiu por volta de 3000 a.C. Tanto os egípcios quanto os gregos, que adotaram o costume, restringiam as comemorações apenas a seres superiores: faraós e deuses. Com o tempo, o hábito foi se estendendo aos mortais e contaminou também os romanos, que davam o privilégio ao imperador, a sua família e aos senadores. Nos primórdios do cristianismo, o costume foi abolido por causa das suas origens pagãs. Foi só no século 4 que a Igreja começou a celebrar o nascimento de Cristo, o Natal. Daí, ressurgiu o hábito de festejar aniversários e pouco a pouco foram surgindo as peças simbólicas: o bolo, as velinhas, o ‘Parabéns a Você’ etc.”Quando surgiu o costume de comemorar aniversários
Nada como começar esta quarta-feira muito especial com um pouco de conhecimento.
Digo especial porque hoje comemoramos o 3º aninho do Envenenadas pela Maçã. Foram dias, semanas e meses de muitas mudanças. Até nossa imagem foi alterada.
Em um ano acrescentamos, alteramos, suprimimos colunas, mas a preocupação com a qualidade sempre foi o foco principal. Afinal, para crescer é preciso fazer mudanças. Nós mesmos quando crescemos temos que aumentar o número dos sapatos, da roupa, vamos evoluindo nos estudos... não é assim que tem de ser?
O mesmo ocorreu com o Envenenadas pela Maçã. Há um ano o blog já havia conquistado muito, basta dar uma conferida no texto da nossa querida Mathilde na época. A partir de então muitas alterações foram realizadas, sempre com o intuito de melhorar. Pessoas foram convidadas a integrar a equipe, várias colunas foram inseridas e o espaço cresceu... cresceu... cresceu... No dia 24/07/12, quando foi ao ar o texto da Math, o blog contava com 1905 seguidores, hoje, somos agraciados com 3192 pessoas que prestigiam o espaço.
Para nós, que sabemos bem o quão trabalhoso é ser blogueiro – desmistificando a história de que blogueiro é desocupado – é de suma importância estarmos sempre atentos aos nossos companheiros seguidores, pois é para eles que escrevemos, que idealizamos nossos temas e que escolhemos nossos livros. Escrevemos sobre o que amamos e amamos o que fazemos.
Sempre digo que fui agraciada com o convite da Mathilde para criar uma coluna picante para o Envenenadas, e há exatamente um ano faço para da “patota”. Era aniversário do blog, e eu é que ganhava o presente.
Foi um ano de grandes parcerias, de grandes lançamentos e, felizmente por isso, muito trabalho. Trabalho levado muito a sério por todos nós, ainda que quando nos encontramos para discutir resenhas, colunas e outras coisinhas, nos divertimos muito também.
Parabéns a você, Envenenadas pela Maçã, que encanta de domingo a domingo, seja com novidades da Nathy, na Apple News; com a Sessão Pipoca Envenenada da Raffa, sempre com o que há de mais recente no mundo do cinema; com o Doce Veneno, que a Renata faz de maneira ímpar; com o Papo Envenenado, que procura temas do cotidiano e bastante variados para expor nossos pontos de vista; com a Bela Envenenada, sempre com dicas sobre moda, tendências, caprichos; com a Engraçadinha, com reflexões e/ou “fofurices”; com o Então por que você não assiste?, cheio de dicas muito legais, que o Caíque faz de uma maneira muito gostosa e divertida, sobre as mais variadas séries de TV, entre outras coisas; com a Sexta Envenenada que procura exibir os personagens dos livros, suas qualidades, características físicas e emocionais, que não visa apenas os lançamentos mais recentes, mas também livros mais antigos cujo teor é maravilhoso; com a Mocinha Envenenada que é tão doce quanto a Ingryd; com as resenhas maravilhosas das terças e quintas, que abrilhantam ainda mais nosso trabalho e, claro, as Promoções Envenenadas, que procuram compensar e acarinhar nossos mais assíduos leitores.
Todos nós, claro, adoramos quando nossas postagens são lidas e ainda mais quando são comentadas. É claro que nem todo mundo tem paciência para comentar, por isso nossa satisfação é maior ao ver que nosso trabalho foi lido e temos um retorno, pois é baseado também nesse retorno que vamos moldando, transformando o que fazemos.
Escrever sempre é tarefa complicada, mesmo que seja para falar sobre o que mais amamos. Escolher as palavras certas, as palavras que estão à altura do que amamos é trabalho hercúleo, se não queremos ser repetitivos ou piegas. Por isso, falar sobre o aniversário do Envenenadas pela Maçã foi uma surpresa assustadora e ao mesmo tempo honrosa, até porque veio assim sem paraquedas, né, Math e Natthy?!
Mas, quisera eu ter o poder de escolher as palavras mais doces, mas emocionantes e concatená-las em forma de poesia, para poder então transmitir o que realmente sinto por fazer parte dessa equipe, para fazer entender o que sinto por este blog, que reúne pessoas queridas, inteligentes e comprometidas. Seria demais pegá-las emprestado de Quintana?
Eu queria trazer-te uns versos muito lindos
colhidos no mais íntimo de mim…
Suas palavras
seriam as mais simples do mundo,
porém não sei que luz as iluminaria
que terias de fechar teus olhos para as ouvir…
Sim! Uma luz que viria de dentro delas,
como essa que acende inesperadas cores
nas lanternas chinesas de papel
Trago-te palavras, apenas… e que estão escrita

do lado de fora do papel… Não sei, eu nunca soube o que dizer-te

e este poema vai morrendo, ardente e puro, ao vento

da poesia…

como 

uma pobre lanterna que incendiou!

Mario Quintana

Obrigada, mestre, que com palavras simples, traduziu lindamente o que sinto nesse dia tão especial.
Parabéns, Envenenadas pela Maçã, parabéns equipe querida e, sobretudo, parabéns Mathilde por jamais desistir, apesar dos obstáculos, parabéns por ser essa pessoa abençoada e merecedora. Sem você, nada disso seria possível. Que possamos comemorar, assim que retornar, este aniversário e os próximos também.
Obrigada a todos os seguidores, todos os leitores, os que comentam e os mais tímidos: tudo que fazemos é para e por vocês também, além de uma satisfação pessoal para nós.
Obrigada a todas as editoras, parceiras ou não, pois graças os seus investimentos temos mais e mais livros de qualidade no mercado brasileiro. E que venham mais!
Obrigada aos autores, por nos inspirarem e nos conquistarem com seus textos criativos, apaixonantes, excitantes, aventureiros, misteriosos, fictícios ou não.

FELIZ ANIVERSÁRIO PARA TODOS NÓS!

23 de julho de 2013

Resenha: 'Como eu era antes de você' da @Intrinseca


Como eu era antes de você
Autora:
Jojo Moyes

Editora: 
Intrínseca 
Páginas:
 320
ISBN: 8580573297
Publicação: 2013



Sinopse
Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.

Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento.

O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro. Como eu era antes de você é uma história de amor e uma história de família, mas acima de tudo é uma história sobre a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

  


Acho que todo mundo já ouviu falar na expressão “dedo podre”; pois é, tem gente que tem “dedo podre” para namorado (a), outros para escolher passeios, outros para amigos e eu tenho “dedo podre” para livros! Por isso, há muito tempo eu não escolho livros por conta própria, só leio os indicados e, por confiar nos amigos que fazem esse trabalho (rs), na maioria das vezes não me preocupo de ler a sinopse do livro...

Foi exatamente isso que aconteceu dessa vez. Eu, desorientada, comecei o livro sem aviso prévio de que se tratava de algo trágico, pela capa jurei que era um romance desses que no final tudo dá certo, e, sem querer, fui atropelada por essa história que é, sem dúvida, triste, incômoda e que pode ser um verdadeiro chute no traseiro.

Muito bem escrito, o livro narra o encontro de duas pessoas que não se parecem de forma alguma, mas que são obrigados a se descobrir e redescobrir. 
É tão envolvente que li numa tacada só! 
Não deu para parar e como resultado, ganhei uma segunda-feira sonolenta.

Louisa é, na verdade, uma caricatura de muitos... passa a vida em estado de espera... 
Apesar de espalhafatosa, espera simplesmente que as coisas aconteçam e ela se adapta e se acomoda, sempre com certo bom humor e minimizando os impactos.

Will, por outro lado, decidiu aproveitar todas as oportunidades para ter uma vida ainda melhor e olha que era o que chamamos de nascido em berço de ouro. 
A vida era muito boa até que o impensável aconteceu.

Além deles, os demais personagens são perfeitamente construídos e a dinâmica entre eles dita o ritmo da história, o que é efetivamente o que acontece fora dos livros...

Lou e Will começam sua convivência em um péssimo lugar... o trabalho de Lou é garantir que Will não atente contra a própria vida. Muito embora isso não lhe seja dito na entrevista de emprego, é um fato que ela descobre logo.

Aos poucos, a convivência obrigatória se transforma em relacionamento e a cada página é possível se identificar com um ou outro personagem.

Will transforma a vida de Lou, apresenta um mundo de possibilidades! Mostra que ela é muito mais do que acredita ser e que é única, capaz e merece ser feliz, não se contentando com menos do que pode lutar para conseguir.

Lou dá a Will o que ele jamais imaginou que poderia ter naquela etapa da vida... alegria, aventura, amizade e um amor verdadeiro. 
O amor, no sentido mais amplo da palavra, que surge quando um começa a modificar a vida do outro, faz qualquer um ter esperança de que, de uma forma ou de outra, tudo vai dar certo, mas o livro é mais realista que isso.

Eu, pessoalmente, tenho minhas próprias convicções, mas de certa forma, consegui compreender a dor de alguém como Will que mesmo tendo vivido grande parte de sua vida sem se acomodar e buscando sempre mais encontra o limite onde nem o que tem, nem o que conquista depois de certa etapa, são suficientes para continuar vivendo...

Suficiente... é sem dúvida uma palavra para se pensar.

O livro precisa ser lido, não tenho a pretensão de esmiuçá-lo... é uma lição de amor, amizade e de transformação, mesmo quando nem você acredita que seja possível.  

Aqui no blog já resenhamos outro livro da autora que eu também recomendo muito... o 'A última carta de Amor'... Lindo também!

Beijos e boa leitura!

22 de julho de 2013

Sessão Pipoca: Truque de mestre






Título original: Now you see me
Título Nacional: Truque de mestre
Direção:
 Louis Leterrier
Elenco: Jesse Eisenberg, Mark Ruffalo, Woody Harrelson, Morgan Freeman, Isla Fisher,Dave Franco, Michael Caine, Melanie Laurent
País: EUA/ França
Idioma: Inglês
Ano de produção:
2012
Ano de Lançamento:
2013
Censura:
12 anos
Duração:
 1 h 56 min

    
         




O complicado de se falar desse filme é não saber como não tecer tanto elogio a atuações memoráveis.

Primeiramente Morgan Freeman e Michael Caine já são dois astros que por pior que o filme seja suas presenças já valem o ingresso. Completando temos Mark Ruffalo que é excelente na pele de um vingador (Hulk) ou fazendo filmes dramáticos (Ensaio sobre a cegueira).




Mas vamos ao filme, Truque de Mestre é um filme divertido mas é bem pegadinha, daqueles que tudo que imaginamos ser não é. Ou, se você já viu e matou a charada, parabéns , eu anão consegui até quase o final.

Daniel Atlas (Jesse Eisenberg, ainda não sei o que acho dele como ator) faz parte de um grupo de ilusionistas conhecido como The Four Horsemen. Os outros integrantes são ninguém menos que Merrit McKinney (Woody Harrelson, outro ator que amo em todos os papéis!), Henley (Isla Fisher, nossa eterna Becky Bloom) e Jackie Wilder (Dave Franco, o mais fraquinho do grupo, irmão mais novo do galã James Franco). Com esse time ele faz apresentações impressionantes mas o que poucos sabem é que roubam bancos, tudo muito bem orquestrado por Arthur Tressler (Michael Caine) um bilionário que banca os rapazes. 

O que eles não esperavam é que o policial Dylan Hobbs (Mark Ruffalo) fossem perseguí-los de maneira insistente juntamente com Alma (a francesa Melanie Lauret, de " O concerto").



Acontece que o bom do filme, é que torcemos pelos ladrões porque eles ão muito mais animados do que os mocinhos, mesmo que isso não pareça correto.

Eu torcia muito quando eles conseguiam escapar.
Para fechar com chave de ouro, o papel de Morgan Freeman na pele de Thaddeus Bradley, um mágico que se especializou em desvendar o segredo de outros, é fundamental para todas as charadas do filme. 

Truque de Mestre é aquele filme que todos gostam, desde que saibam apreciar um bom jogo de cenas e de mistérios resolvidos com o tempo de filme.  Como já citei, as boas atuações e um roteiro perfeito fazem desse filme uma ótima pedida para seu final de semana! 



Beijinhos,

Raffa Fustagno

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados