9 de maio de 2013

Resenha: Enigma da Borboleta pela @EditoraLeya

O Enigma da Borboleta

Autora:
 Kate Ellison
Editora:
 Leya
Páginas:
 312
Ano:
2013
Compre:












Penélope, mais conhecida como Lo, nunca foi uma menina normal. Cheia de manias ela vive em um mundo onde nem seus próprios pais conseguem se adaptar, tudo isso piora quando seu irmão, Oren, desaparece. Desde o primeiro momento o leitor percebe que Lo sofre de transtorno obsessivo compulsivo (TOC) e para "controlar" isso acaba criando sequências de números e palavras que ajudam a dar continuidade em simples ações, como sair e entrar em lugares. Outra coisa que a ajuda é pegar, em alguns caso furtar, pequenos objetos e arruma-los simetricamente em sua estante.

"(...) eu não escolho pegar as coisas. Eu tenho que fazer isso. Sempre tive que fazer certas coisas. (...) A princípio, não era ruim. Apenas coisinhas, como o jeito que a comida se apresentava em meu prato, ou a necessidade de comer as ervilhas antes do frango, ou a de colocar o sapato esquerdo antes do direito. E comecei a pegar coisinhas: uma escova de dentes ou uma barra de chocolate no mercado, canhotos de ingressos descartados no cinema, adesivos das crianças da escola. Mas, desde que Oren desapareceu, ficou pior, Muito pior." (Pág. 20)

Na maioria das vezes ela encontra esses objetos em casas abandonadas ou em caçambas de lixos, é em um de seus passeios à procura deles que ela acaba presenciando um assassinato. Desde o primeiro momento ela sente de precisa solucionar esse caso, e sair procurando qualquer pista ou objeto que possa lhe ajudar. É quando ela conhece Flynt, um cara que conhece a região onde tudo aconteceu e que se mostra interessado em sempre estar perto dela fazendo-a sentir que por alguns momentos tudo poder ser o mais normal possível...

"Estar com Flynt é estranhamente libertador. Ele é diferente de todas as pessoas que conheci, o que me faz sentir menos uma absolutamente anormal e alienígena. Antes disso, simplesmente não sabia que uma pessoa, muito menos um garoto, podia me fazer sentir assim." (Pág. 52)

Enigma da Borboleta aborda vários temas que podem tornar a vida familiar um caos; seja ele um transtorno, um ente querido que não está mas alí, de maneira direta mas suave. Durante a leitura você se vê apegado aos problemas da Lo e quer fazer parte de alguma maneira ajudar resolver tudo.

O final pode parecer previsível conforme a leitura vai avançando, mas o modo como ele é apresentado surpreende e muito. Para quem gosta de um enigma cheio de pistas, verdadeiras ou não, esse livro é recomendado.


7 comentários:

  1. Já tinha visto o livro por aí e não dei muita boa, mas lendo a resenha, eu gostei bastante.
    Gosto de histórias sobre investigações, problemas familiares e psicológicos. Gosto de personagens que enfrentam os problemas, buscam soluções.
    Não seria o primeiro livro da minha wishlist, mas se tiver a oportunidade, pretendo ler sim.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Parece interessante o livro, a sinopse dele me chamou atenção. Uma história com enigmas até que é uma boa pedida, e além disso, a capa é bem bonita! Quem sabe um dia eu o leia :)
    Ótima resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Quando um protagonista tem td porte para ser uma paciente psicológico ou até psiquiátrico eu já fico louca para ler o livro, deitar ele no divã e escutar!
    Não importa mais nada rsrsrs! Mas o fato de ainda ter um mistério na trama me deixou com mais vontade de ler!

    Boa Resenha!

    miquilis: Bruna Costenaro

    ResponderExcluir
  4. Aaai que bonitinho! *-*
    O último quote fez eu me apaixonar pelo personagem que eu ainda nem conheço! hehe
    Adoro romances e esse livro parece ter um romance bem bonito... TOC é muuito complicado.

    ResponderExcluir
  5. Putz, fiquei doida com esse livro. Essa coisa da doença e o tipo de livro que é? Achei bem intenso, deve ser muito bom de ler. Para o gênero é. Espero ver se leio qualquer dia desses, é bem legal.

    ResponderExcluir
  6. Esses livros que tem um ar de "thriller psicológico" sempre aguçam minha curiosidade! E se tiver um romance no meio melhor ainda! hahaha Já li muito sobre TOC e sei como isso pode ser complicado e acho que esse tema pode ser bem interessante se tratado da maneira correta pela autora!
    Não gostei muito da capa, sei lá, achei que poderia ser mais criativa. O título me lembrou efeito borboleta, acho que por motivos óbvios! haha

    ResponderExcluir
  7. Parece ser uam história delicada e psicológica (e até um tantinho psicótico talvez, afinal, a personagem é meio descontrolada).
    Fiquei com um pé atrás por você citar que é um final previsível mas, com um pé a frente por ser uma história diferente.

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados