12 de março de 2013

Resenha: No Escuro da @Intrinseca




No Escuro

Autora: Elizabeth Haynes
Editora: Intrínseca
Tradução: Mauro Pinheiro

Compre aqui:

 


Sinopse

Catherine aproveitou a vida de solteira por tempo suficiente para reconhecer um excelente partido quando o encontra: lindo, carismático, espontâneo... Lee parece bom demais para ser verdade. Suas amigas concordam plenamente e, uma por uma, todas se deixam conquistar por ele.

Com o tempo, porém, o homem louro de olhos azuis, que parece o sonho de qualquer mulher, revela-se extremamente controlador e faz com que Catherine se sinta isolada. Amedrontada pelo jeito cada vez mais estranho de Lee, ela tenta terminar o relacionamento, mas, ao pedir ajuda aos amigos, descobre que ninguém acredita nela. Sentindo-se no escuro, ela planeja meticulosamente como escapar dele.

Quatro anos mais tarde, Lee está na prisão e Catherine, agora Cathy, tenta reconstruir a vida em outra cidade. Apesar de seu corpo estar curado, ela agora é uma pessoa bastante diferente. Obsessivo-compulsiva, sempre tentando se esconder, vive com medo e insegura. Seu novo vizinho, Stuart Richardson, a incentiva a enfrentar seus temores. Com sua ajuda, Cathy começa a acreditar que ainda é possível levar uma vida normal. Até que um telefonema inesperado muda tudo.

Ousado e poderoso, convincente ao extremo em seu retrato da obsessão, No escuro é um thriller arrebatador.



No Escuro é um livro que te engana do início ao fim!

Depois de ter lido a sinopse achei em minha santa inocência que já sabia tudo sobre o livro... 

Estas histórias sobre violência doméstica... de uma garota que se apaixona por um doido e depois precisa se livrar dele e por aí vai... 

Caí do cavalo feio quando me vi lá pela metade do livro, quase sem respirar, super envolvida na história... toda tensa... quase pronta para matar com as minhas próprias mãos o tal de Lee.

Pois é, não se deixe enganar pela sinopse!! he he he he he

Elizabeth Haynes me fisgou logo no início do livro quando narra um julgamento. Um verdadeiro livro de suspense sempre deve ter um julgamento. Adoro aqueles filmes onde o julgamento é quase uma personagem e é onde ficamos sabendo a verdadeira história da trama... Em No Escuro, ficamos conhecendo Lee e suas intenções maquiavélicas logo de cara.

O problema disso é que enquanto você lê o julgamento, você fica se perguntando se a personagem principal Catherine está viva ou morta.

Logo em seguida, o julgamento é cortado para iniciar a história contada desde o início. 

Num capítulo somos apresentados a esta Catherine independente, livre, ousada, segura de sua sexualidade, cheia de amigos e totalmente feliz.

No capítulo seguinte, somoas apresentados a uma Catherine irreconhecível! Uma mulher reservada, reclusa, vulnerável, aterrorizada por tudo e por todos, que precisa lidar com o medo e com um transtorno desenvolvido logo após seu relacionamento com Lee.

Os capítulos se alternam em duas narrativas: A Cathy de antes e a Cathy de depois.

Nestas narrativas descobrimos como Cathy conhece Lee e como acaba apaixonada e presa a ele.

Enquanto a história vai se desenrolando, vemos um relacionamento que poderia ser descrito como promissor acabar com a vida de uma jovem saudável, cheia de vida e sonhos.

Mas a história não é nada óbvia e a cada episódio contado ficamos embasbacados com o comportamento sutil de uma homem que para todos é gentil, lindo e carismático. 

Ele consegue sem esforço transformar a vida de Cathy e aterrorizá-la de tal forma que ela acaba, no desespero, tentando algo para se livrar dele. E quando você acredita que ela vai conseguir... o pior acontece.

Mas, apesar do pior ter acontecido, Cathy tenta sobreviver ao terror vivido e cria uma nova vida onde está sempre sozinha.

A vida é uma caixinha de surpresas... e é ela quem traz para Cathy um sopro de esperança na forma de seu novo vizinho.

E a esperança não é o amor ou um relacionamento, mas sim uma forma de enfrentar tantos medos e de se tornar novamente uma mulher forte e que se sente segura. Ele mostra a ela que há tratamento para seus transtornos e que é ela... somente ela... que deverá dar o primeiro passo para mudar e ser feliz novamente.

E é aí que a história dá uma nova reviravolta e coloca Cathy frente a frente com seu pior pesadelo. Mas agora, ela é uma nova pessoa e consequentemente está mais forte para enfrentá-lo!

A forma com que Cathy se ergue e se descobre potente é maravilhosa e faz toda a leitura valer a pena.

Mas, este não é um romance... é um thriller cheio de suspense que quando você acha que as coisas vão terminar no 'felizes para sempre'... affff... ledo engano!!

O final é assombroso e surpreendente ao mesmo tempo!

Só lendo para ter o gostinho assustador do que a mente humana é capaz!!

Você vai adorar!

Beijos,

2 comentários:

  1. Quando li a sinopse agora no começo da resenha pensei "ah, sei de tudo já" mas quando a li a resenha, meeeeu *-*
    Curiosidade tá a mil! Preciso saber o que acontece *-*

    www.a-procura-do-horizonte.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. vou ter que ler... esse seu texto também me deixou muito curiosa!!!

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados