27 de novembro de 2012

Resenha: Romeu Imortal

Romeu Imortal

Autora: Stacey Jay
ISBN:9788581630052
Editora: NOVO CONCEITO 
Ano: 2012
Número de páginas: 320











Sinopse:

Amaldiçoado a viver por toda a eternidade em seu espectro, Romeu, conhecido por seus modos rudes e assassinos, recebe uma chance de se redimir viajando de volta no tempo para salvar a vida de Ariel Dragland. Sem saber, Ariel é importante para os dois lados, os Mercenários e os Embaixadores, e tem o destino do mundo nas mãos. Romeu deve ganhar seu coração e fazê-la acreditar no amor, levando-a contra seu potencial obscuro antes de ser descoberto pelos Mercenários. Enquanto sua sedução se inicia como outra mentira, logo ela se torna sua única verdade. Romeu jura proteger Ariel de todo o mal, e fazer qualquer coisa que for preciso para ganhar seu coração e sua alma. Mas quando Ariel se decepciona com ele, ela fica vulnerável à manipulação dos Mercenários, e sua escuridão interna poderá separá-los para sempre.



Romeu  Imortal é a aguardada continuação do livro Julieta Imortal, numa releitura sobrenatural do clássico de William Shakespeare. Antes de tudo, é bom deixar claro que aqui não há espaço para comparações com o original. Romeu e Julieta, de Shakespeare, é um clássico da literatura mundial, e acima de tudo, uma história que emociona há gerações tão distantes que fica difícil contar. 

Eu, como fã assumida do bardo inglês, li a história de Stacy Jay com total distanciamento da sua inspiração. E, em minha opinião, é assim que tem que ser visto. Stacy se inspirou, as semelhanças estão apenas nos nomes e no pano de fundo – que é a história que conhecemos. O resto é invenção da sua cabeça; é uma história que ela criou e achou que encaixava bem. Dito isto, vamos ao livro.

Romeu é um cara muito charmoso, quanto a isso não há dúvidas. Seja no corpo de Romeu, seja no corpo de Dylan, fato é que ele é sempre bonito e incrivelmente sedutor. Faz parte do seu papel de mercenário ser assim para seduzir suas vítimas. O problema é que nessa nova fase de sua vida, depois de ter salvado Julieta de um destino que ele julgava ser demais para ela, ele recebe uma chance dos embaixadores. Será que Romeu deixará os Mercenários para fazer campanha pela paz? E será que as intenções da Enfermeira são realmente tão boas quanto parece? E Julieta, o que aconteceu com ela e com seu amado Ben? Ariel morreu, ou será que ela recebe nova chance? Essas são as perguntas que Jay deixou em aberto para serem respondidas nesse livro. E acreditem, ela responde todas. 

Romeu tem três dias para fazer Ariel se apaixonar verdadeiramente por ele. Ele tem que fazê-la se sentir a garota mais amada, mais cuidada e apaixonada. Trabalho fácil para quem sempre foi conquistador, e para quem no passado, trocou de “amor da sua vida” em menos de 24 horas. Fazer Ariel se apaixonar parece missão fácil, a surpresa é que Romeu parece cair em sua própria armadilha. 

Tem uma coisa que achei péssima nesse livro: Julieta. A garota cheia de espírito guerreiro e corajosa que vimos no primeiro livro, se torna uma garota frágil, chata e cansativa – mesmo aparecendo pouco. Além disso, a ligação entre Enfermeira e Frei Lourenço achei um exagero na boa vontade. Para finalizar as partes negativas, o final, especificamente a relação de Rosalinda com a história, é de um despropósito desnecessário. Achei bem forçado. 

Por outro lado, a relação entre Ariel e Romeu é legal. Fofinha demais, talvez, mas ainda assim bem legal. Acho interessante ver como Ariel cresce ao lado de Romeu, como ela questiona seus demônios e principalmente, acho engraçado ver Romeu tentando seduzi-la logo no início. E, obviamente, como esperado, o final é romanticamente feliz... Sem surpresa alguma, mas nem sempre precisamos de um final surpreendente. Para quem não gosta do final trágico do clássico, eis aqui uma boa opção. 

Se você leu o primeiro, leia a continuação. Aposto que você vai gostar mias desse livro que do primeiro. Se você ainda não leu Julieta Imortal, leia já com a continuação nas mãos, rs. E se você é fã da história original – que há vários estudos que apontam para uma obra inspirada em um conto anterior inclusive a Tristão e Isolda – , leia mantendo a mente afastada da história que você conhece. Os nomes aqui são simples alegorias que utilizam de trechos da história para que seja mais chamativa.  


Beijos,




4 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Renata! Já li Julieta Imortal e amei! Estou ansiosa para ler Romeu Imortal! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  2. Ah, minha amiga falou que é muito bom. Como esse livro está bem longe da minha lista de leitura, emprestei pra ela e ela disse que gostou muito. Fiquei super animada, mas gosto de seguir a ordem e não colocar nenhum outro na frente.

    Beijos,
    Mandi - Book and Cupcake.

    ResponderExcluir
  3. Ai, esse livro parece ser tão bom!
    Espero ler ele em breve!
    E amo aqui o blog :)

    ResponderExcluir
  4. Estou com esse livro a mais de um mês e até agora não tive tempo de leeer! Não giostei muito de Julieta Imortal, mas fiquei curiosa com esse! Adorei sua resenha!

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados