8 de outubro de 2012

Sessão Pipoca Envenenada: 'Poder Paranormal'











Título original: Red Lights
Título no Brasil: Poder Paranormal
Ano de lançamento: 2012
Dirigido por: Rodrigo Córtes
Elenco: Sigourney Weaver, Robert De Niro, Cillian Murphy, Toby Jones, Elizabeth Olsen
Censura: 12 anosDuração: 1:53 h






Filme que tem Robert De Niro no elenco é garantia de pelo menos um show de atuação na tela. Pelo menos para mim que sou hiper fã do cara há anos. Ele nunca me decepciona, e é ele quem leva esse filme nas costas. Lógico que os outros atores têm papel importante, mas o roteiro não chega a ser tão maravilhoso que dispensasse a atuação de De Niro.



O filme começa com a estudiosa Margareth Matheson (Sigourney Weaver) ao lado de seu fiel escudeiro Tom Buckley (Cillian Murphy) desvendando mais um mistério em uma casa de família sobre a atividade paranormal que julgavam ter nelas. O que não entendemos na primeira cena iremos entender na sequência - deixo aqui a surpresa - de como eles conseguem desmascarar picaretas por todo os EUA.


Como professores em uma universidade eles despertam a curiosidade ainda maior em alguns alunos, destaque para a irmã caçula das irmãs Olsen, Elizabeth (como Sally Owen)  que no papel da estudante que se apaixona por Tom consegue ser mais esperta do que os personagens mais velhos do filme.

A Dra. Margareth é o lado enfezado do filme, com um filho que vive em coma ela perdeu o gosto pela vida, se dedica ao trabalho e a visitar o filho e cada vez que descobre que não existe o objeto paranormal estudado dá pulos de alegria. Como alguém que perdeu a fé, mas que ainda mantém o filho ligado por aparelhos, ela sofre calada. Tom, é o físico misterioso que ninguém sabe da onde veio e porque acredita nas mesmas coisas que Margareth.

Alguns mistérios são desvendados ao decorrer do filme, outros ficam no ar. O personagem de De Niro (Simon Silver) é deficiente visual e paranormal, a vida inteira ganhou dinheiro e fama por ter poder para curar as pessoas, adivinhar as coisas e mover objetos ou entortá-los.

A relação de Silver e Matheson parece ter algum grande segredo no ar, porque apesar da insistência de Tom, ela não aceita investigá-lo. 

Quando o segredo é desvendado é fraco, nada que justifique um motivo de verdade e essa parte é a que menos gostei no filme.

Após essa parte o filme perde o ritmo, Silver faz cada vez mais sucesso e Tom parece obcecado com desmascará-lo.

Com algumas cenas de sustos, a já citada atuação de De Niro e um final bem feito mas mal explicado que pode deixar algumas pessoas na dúvida, o filme é apenas bom. Deixando nas mãos do mestre De Niro o único motivo para a ida ao cinema. 


3 comentários:

  1. Às vezes eu vejo uma história que poderia render um grande filme se perder no meio do caminho inexplicavelmente, parece ser o caso desse filme, que com um pouco de esforço e elaboração da trama poderia render muito mais, especialmente por ter grandes atores em cena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris, também achei. De Niro merece muito mais! ;)

      Excluir
  2. Hey Raffa
    Ah amiga, não fica chateada, mas vou ter que discordar de você.
    Achei que o De Niro ta super cansado no filme, aliás dois filmes dele que assisti e tive essa impressão: esse e Os Especialistas.
    Enfim..

    Acho que Cillian estava ótimo e o filme foi 'dele' mesmo. O que é bom, é um ator que merece reconhecimento, mas poucos conhecem seu trabalho. A não ser como Espantalho do Batman HAHAHA

    Também achei o final mal explicado, tanto que tive que voltar o vídeo.. e a cena de final de créditos é sem noção tb.. de 3 segundos HAHAHA

    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados