19 de setembro de 2012

Doce Veneno #2: Meu, teu, nosso... É de todo mundo!


Bom dia, envenenados!

Antes de começar o tema dessa semana, quero agradecer o carinho e a atenção de vocês à Doce Veneno. *-* Fiquei super feliz e encantada em ver vocês comentando. Queria responder cada um dos comentários, mas alguns problemas acabaram impossibilitando. Entretanto, a partir dessa semana, estarei aqui para retribuir =) Fiquem com a coluna dessa quarta-feira!


Doce Veneno: Meu, teu, nosso... É de todo mundo!


Tá no dicionário: personagem -  figura dramática e, p. ext., seres, em regra humanos, criados por autores de peças de teatro, romances, contos, poemas, filmes etc. Traduzindo: ficção, não é real. Entretanto, muita gente ultrapassa os limites do bom senso e age como se aquele personagem favorito fosse real. E pior, como se pertencesse só a ela. São as chamadas prometidas, uma espécie de piriguetes, só que literárias. 

Todo mundo conhece ou já viu uma prometida na vida. É fácil de identificar, quer ver? Sabe aquela pessoa que fala do personagem como se fosse dela e que quando qualquer outra pessoa faz o mesmo ela faz um barraco e solta frases do tipo: “Tira o olho, Fulaninho é meu!”? Pois é! É dessas aí mesmo que estou falando.

Antes de mais nada, eu gostaria que vocês entendessem que eu sei muito bem que as vezes criamos relações próximas com os personagens, que nos sentimos um pouco donos e que até desejamos que ele fosse real. Faz parte do processo de leitura para muitas pessoas e eu não sou insensível ao fato. Você adora o Zsadist, acha ele um fofo e blá blá blá? Ok, tudo bem. Agora, o que não está tudo bem é você discutir com a coleguinha que também gosta do personagem de quem ele é! Qualquer coisa do tipo “eu vi primeiro”, “mas eu gosto mais” e “escolhe outro”, é no mínimo surreal. Oi? Você esta disputando um personagem? Tem certeza disso?

Na bienal do Rio de Janeiro de 2011, um encontro casual de blogueiras em um estande, gerou uma das cenas mais constrangedoras que presenciei. Uma das blogueiras, que chamarei de X, cometeu o erro de elogiar um personagem para a blogueira Y,  cuja bolsa estava com alguns bottons, incluindo o desse personagem. Imediatamente, sentindo-se afrontada, a blogueira Y respondeu em tom hostil: “Tira o olho! Ele é meu homem!” – notem o tamanho da carência alheia ao chamar de ‘meu homem’ algo que só existe no papel e na imaginação. A blogueira X, perplexa, simplesmente respondeu: “Nossa! E eu não posso gostar dele, por acaso? É só seu?”. Imaginei que, sentindo algo parecido com a vergonha que eu estava sentindo por ela, a blogueira Y fosse se desculpar, certo? Errado. Ela simplesmente reafirmou que o personagem era dela e ainda fez cara de brava. Fiquei olhando a situação, com um misto de vergonha e indignação e foi ali que me dei conta que existia um limite entre realidade e ficção que algumas pessoas não conhecem. A blogueira Y, diga-se de passagem, é bem popular e todo mundo sabe que o personagem em questão, é dela!! ;)

Caros coleguinhas, se você é muito fã de algum livro ou seus personagens, cuidado para não ultrapassar os limites da educação e do bom senso. Você pode gostar o quanto você quiser do Rhage, do Vishous, do Dimitri, do Edward e companhia, só não pode bancar a louca e sair por aí anunciando título de propriedade sobre algo que nem real é. Cada vez que ouço um “é meu” chega a me dar alergia, de tão irritante que acho. Chego a ter que me controlar para não perguntar: “Jura? Cadê o recibo?”, ou então: “Por quanto o autor te vendeu?”, e num modo mais irônico: “Onde você comprou tinha outros exemplares ou só esse?”. É seio mesmo que você tá disputando personagem como se fosse gente? É sério mesmo que seu nível de carência chegou a um ponto tão exagerado que faz você anunciar publicamente que fulaninho te pertence? Ah, faça-me o favor... “se morre”, colega!

Antes que alguma alma espírito de porco venha falar que no seu grupo de amigas cada uma tem um guerreiro da irmandade, tem um vampiro, um anjo ou o raio que o parta e que mimimi pra lá e mimimi pra cá, relaxe. Não é disso que estou falando. Estou falando de um tipo bem específico de gente, de um tipo que arma barraco e corta até relações se se sentir muito afrontada. E isso tem nome: doença. Credo, gente! Onde já se viu querer ser dona de algo que nem existe??

Os personagens são meus, teus, deles, de todo mundo. Em última instância, podemos no máximo atribuir ao autor – ou em alguns casos, à editora, como acontece com The Vampire Diaries. Nesse caso, como a editora detém os direitos da saga, é ela quem tem a palavra final sobre o que acontece na trama, tirando de L. J. Smith, quem pariu a história e seus personagens, o poder de decidir sobre eles. Portanto, a não ser que você tenha um documento autenticado que lhe dê posse sobre Patch, Jacob, Travis, Vishous e amiguinhos ficcionais, não diga que ele te pertence. Além do mais, qual é a dificuldade em compreender a não existência física deles? É só uma ideia, um pensamento, minha gente. E quem vai me proibir de usar minha criatividade livremente?

Portanto, aviso às prometidas de plantão: não venham bancar a prometida para cima de mim porque não tenho paciência. Minha boa educação vai até o limite da sua idiotice, e honestamente, não me responsabilizo por segurar minha língua. Acho que ao invés de ficar bancando as prometidas de Dimitri, Vishous e companhia, essa galera podia sair, conhecer gente nova, ter vida social e principalmente real. Garanto que “dar uns pegas” na realidade é beeeem mais interessante que ficar só na ilusão. Minha vó falaria algo do tipo: “Vai lavar um tanque de roupa suja!”, o que também serve como opção para esse caso, rs. A ideia, no final das contas, é simples... Vamos viver, minha gente!

É isso, galera! Se não sou baú para guardar dinheiro, vou ficar guardando opinião? Talvez em outra vida.... Enfim, leiam, comentem, reclamem... Fiquem à vontade! E até a próxima semana ;)

Beijocas,

21 comentários:

  1. Querida amiga

    Deve faltar um homem de verdade na vida dessa pessoa para se importar tanto assim com personagens! Surreal isso!
    Não sei quem é mas vou querer saber em off!
    E na boa...se nem na vida real dá para garantir que aquele homem de carne e osso é só seu..quem dirá na ficção!


    #fikdik

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafa!

      Pois é amiga... Quando eu te contar, vc verá que tudo faz sentido! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Obrigada por comentar, amiga!!

      Beijocas.

      Excluir
  2. Desapega meu povo!!! Vai raxa uma lenha... passa um café para as visitas né Math? hauahuahau

    Já tive váááárias conversas desse tipo "dividindo" os lindos personagens entre as amigas...nada que alguém tenha cortado relações, mas a viagem para esse mundo é tão intensa para algumas que esquecem da vida real...

    Acho que passei dessa fase antes dos sintomas surgirem de verdade... me libertei!!! hauhauahauah

    Rê estou adorando essa coluna ... e tenho dicas para as próximas! Vamos botar fogo nessa internet.
    Um dia ainda vou conseguir soltar meu veneno assim como você!!!


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Nathy!!
      Tem gente que gosta de colocar carimbo de posse em personagem... Vai entender?! rsrs Não são como a gente, que gostamos de compartilhar com as amigas =)

      Ai, que bom que vc tá gostando da coluna... Eu tô adorando escrever, mas é sempre bom saber que tá dando certo =D

      Quanto às ideias, estou super interessada em saber!!!

      Beijocas

      Excluir
  3. Renata, mais uma vez, sua coluna ficou ótima!!!!
    Sou bem nova nesse mundo literário, e já to crescidinha pra ficar fazendo drama com personagem, tanto que gosto do Edward e não do Robert Pattinson, por exemplo, mas deixo um conselho o melhor de ler é aprender a aplicar na vida real!!!
    E quanto ao xilique na Bienal de 2011, mesmo nem conhecendo nenhum blog, por mais incrível que possa parecer... eu tava na fila atrás dessa menina, kkkkkkkkkkkk.
    Mais uma vez, parabéns e continue destilando esse veneno que está na medida certa.
    Muitos beijos e até sábado.
    Cla.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cla!!!

      Muito obrigada pelo carinho =D
      Fico super feliz com seus comentários!

      Menina!!! Então vc viu a ceninha ridícula que foi a fofa fazendo barraco, né?1 Gente, que vergonha, viu?! Povo sem noção nenhuma!!

      A gente se vê sábado e destila mais veneno!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Beijocas

      Excluir
  4. oi meninas, pessoalmente acho o Jesse um das ideias mais fofas que já tomei conhecimento. Mas... a imaginação é algo perigoso, digo, a linha entre realidade e imaginação é muito tenue e se você fica tentada a cruzar essa linha pode não achar o caminho de volta. Então garotas por favor vamos nos ater a realidade. Eu amo ler (digo vicio por livros e filmes) e isso me torna um pouco anti-social, mas ainda vivo pelas regras do mundo real. Os caras do mundo real aquece o coração os da ficção aquece somente seu cerebro. Não use os livros para suprir alguma carencia, use eles para te inspirar.

    Mas... caso alguem acha o "lingua encantada" em algum lugar, me avise que dai a gente volta a conversar de outra forma! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tati!! (cheia de intimidade, rs)

      Pois é, eu tbm adooooro o Jesse! Quando ele fala "hermosa" então...hahaahahaha
      Mas infelizmente ele é só um personagem - se bem q se ele fosse real talvez eu tivesse medo, rs - e eu não vou dar uma de maluca e fazer um barraco só pq vc tbm gosta dele. Podemos gostar as duas, né?!

      Beijocas!!

      Excluir
  5. kkkkkkkkkkkkkkkkk, eu creio Cara Renata que os psicológos estão com razão há um apelo ávido por personagens das histórias, principalmente das mulheres para com os personagens masculinas. Já vi gente que ficou até com raiva do par do personagem. Por favor tudo tem limite né? Valeu , e você não tem que ser baú mesmo.

    ResponderExcluir
  6. KKKKKKKKKKKKKKKKK Rindo bastante... Eu, a Math, a Lica, a Nathy já tivemos conversas do tipo... Sempre cheia de ironias e brincadeira... Mas realmente é cumulo do absurdo a pessoa levar isso tão a sério a ponto de ter um chilique real... Fim da picada!!

    ResponderExcluir
  7. Adorei o texto e concordo plenamente.
    Também me sinto constrangida quando fico sabendo que uma pessoa cortou relações com outra só pq falou mal do personagem que ela ama. Hellooooo!!! Cada um gosta e desgosta de quem quiser. Literatura - graças a Deus - tem pra todos os gostos e tipos. Eu mesma já discordei de amigas sobre livros e/ou personagens, e nem por isso a gente saiu no tapa!!

    Acho muito triste que alguém chegue a esse ponto, de se apegar de tal forma a um personagem fictício que tudo o mais perca a razão de ser. Que só poste fotos e fatos sobre "aquele" personagem. Se fosse uma menininha de 12 anos, vá lá. Também tive minha fase Menudo, mas pelamordedeus, com mais de "enta" anos na cara?????

    Seu veneno de hoje foi muito bem escorrido. Pena que eu tenho certeza que as tais "prometidas" não vão se tocar, e se se tocarem, vão sair disparando pra todos os lados. Salve-se quem puder.

    ResponderExcluir
  8. Renata,
    perfeito o seu texto. Concordo plenamente.
    Conheço gente assim, que já perdeu a noção, esqueceu que tem vida, brigou com amigas e vive em função do personagem.
    Patético.

    ResponderExcluir
  9. Eu só tenho uma coisa para dizer...
    O Vishous é meu e ninguém coloca o olho!!!!!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Só acho que faltou veneno em não colocar o nome de X e Y hahahahaha
    sim, eu gosto de ver o circo pegar fogo!!!!!!!!!!!
    Ainda mais que não estou por perto para levar tapa
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


    Brincadeiras a parte...
    Adorei a coluna Re...
    Li a outra do celular e nem consegui comentar #Sorry








    PS: Eu não estava na Bienal mas sei quem é X e Y hehehe
    E já teve muuuuuuuuuuuuuuuiiiiiiiiiiiiitttttttttttoooooooooooooo barraco igual no twitter com essa tal....
    É....
    =X

    ResponderExcluir
  10. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Li o comentário da Lica! Gente, o Leão Lobo iria ficar com inveja dessa coluna! hahahahahahahahaha

    ResponderExcluir
  11. Olá.... adorei seu texto e tomo a liberdade de compartilhar em alguns grupo de leituras do face que faço parte.... mesmo porque vai servir para muita gente.... adoro muito atores e personagens e nesses grupos brincamos com isso, mas tem algumas que mesmo sendo virtual tenho medo....

    Parabéns pelo texto e pelo blog. Ja está nos meus Favoritos....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fique à vontade Marcia!! O importante é colocar a fonte e divulgar para todo mundo possa conhecer o Envenenadas e voltar aqui toda quarta para ler o 'Doce Veneno'!! rs

      Obrigada!! E seja sempre bem-vinda!!

      Beijos, Math

      Excluir
  12. Nunca vi pessoas assim. Nossa. Ainda bem que não encontrei nenhuma blogueira. Gente.

    http://missaustenofficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. "Se não sou baú para guardar dinheiro, vou ficar guardando opinião?"

    Nem rachei de rir lendo esse texto hein... Só tenho uma coisa para te falar: você está CERTÍSSIMA! E seria muito bem feito se essa pessoa tomasse um fora (não necessariamente seu) e caísse na real porque PELOAMOR!! Dizer que um personagem de livro é "o seu homem" é assinar atestado de loucura, burrice e carência nível 1.000.000. Só consigo sentir pena de gente assim...

    Grande texto, grande coluna! Parabéns amiga!
    Grande beijo!
    Ingryd

    ResponderExcluir
  14. Eu acho engraçado e um pouco triste essa possessividade de algumas pessoas... já vi brigas virtuais por causa disso.

    Adorei o doce veneno pois algumas adultas precisam amadurecer em relação aos seus amores literários!!

    bjss

    Bianca

    www.apaixonadasporlivros.com.br

    ResponderExcluir
  15. Adorei o post! Tenho visto muita confusão por causa da "posse" de personagens no face, hahaha! Acho engraçado e até divertido, mas quando gera desavença fica estranho!!!!

    ResponderExcluir
  16. Concordo, Rê, mas quero deixar bem claro q o Jace é meu, MESMO! rs
    Brincadeirinha... Todo mundo sabe q o Jace é da tia Cassandra Clare, né? Afinal, se existe algum dono de personagem, esse alguém é o autor - ou a editora, como o caso da tia L.J. Smith :/

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados