13 de agosto de 2012

Resenha: ‘O Casamento’ da @editoraarqueiro

 

001 (22)

 

 

 

 

O Casamento

 

 

Título Original: The Wedding

Autor: Nicholas Sparks

Tradutor: Fernanda Abreu

Editora: Arqueiro

ISBN: 978-85-8041-056-3

Ano da Edição: 2012

Nº de Páginas: 223

 

 

 

 

Sinopse:


          No aniversário de 29 anos de casamento, Wilson Lewis se esquece da data. Como era de se esperar, sua esposa fica muito chateada. Mas esse fato foi como uma gota d'água - após a saída dos filhos de casa, o relacionamento entre os dois já não era o mesmo, estava abalado e parecia cada vez pior, ainda mais com o esquecimento do marido.

          Então, Wilson decide que precisa fazer alguma coisa para mudar essa situação e voltar a ter um entrosamento bom com sua esposa. Ele decide fazer uma grande surpresa para o aniversário de 30 anos de casamento dos dois.

FitaLateral

Resenha

          Qualquer livro de Sparks que se preze tem que falar de amor, certo? Certo. Reza a lenda de que todos os livros dele tem finais infelizes, certo? Errado. As 223 páginas de "O casamento" não tem nada de infelicidade, pelo contrário, tem sim um amor surreal, daqueles que sonhamos que um dia algum namorado ou melhor ainda um marido sinta por nós. Um jeito de amar que achamos que nem existe mais, que ficou no passado no tempo de nossos avós ou para os que tem pais ainda casados só acredite que o último amor puro tenha sido vivido por eles.

          Cá estou eu resenhando sobre um livro que a história tem tudo de linda e por esse motivo se faz difícil acreditar no mundo real.

          Nesse mundo onde traições são lugar comum e onde divórcios já não são mais tão impressionantes acreditar em casamentos felizes para sempre parecem coisas de contos de fadas da Disney.

          Não para Sparks, não para o personagem Wilson Lewis que após 30 anos de casado com Jane e nenhuma - repito nenhuma! - traição no currículo descobre por um ato falho de memória tão comum em muitos homens que conhecemos : esquecer datas de comemoração de aniversários de namoro ou casamentos, resolve que não poderia ter decepcionado tanto assim a mulher que ama e quer provar que o amor que sentia não ficou no passado.

          Único problema do livro é esse, o fato de ter esquecido para mim não condiz com tudo que ele acha que tem que fazer pela esposa amada e nem justifica que ela realmente tenha parado de amá-lo. Não senti em nenhum momento isso vindo dela.

          Como qualquer relação, o tempo gera desgaste, o desgaste leva a comodidade e desconheço casais juntos há mais de 30 anos que ainda se portem como recém namorados. Meus pais não são assim, mas ainda vejo brilho no olhar.

          Mas isso é pouco para Wilson, ele quer os mesmos beijos, os mesmos sentimentos brotando como se fosse o primeiro ano de namoro e vai atrás disso como alguém que quer ganhar algo que nunca se perdeu totalmente, as vezes, na minha opinião, só se dá menos valor.

          Os valores estão todos ali no livro: o casamento como sendo algo sagrado e para sempre, o amor aos filhos e o respeito deles pelos pais, assim como o reconhecimento da sabedoria passado por quem é mais velho e também já viveu um grande amor, logicamente daqueles eternos que encheram as páginas e fez a alegria de todos nós em " Diário de uma Paixão".

          Sim, Noah faz uma linda participação especial, para encher ainda mais esse livro com lindas lições sobre como a vida com amor é mais fácil (ou mais difícil na falta dele).

          Por mais que para mim tenha faltado motivos para as ações principais, o livro é lindo...do começo ao fim e de uma leveza romântica ao estilo Sparks.

          Tudo bem, talvez seja eu que esteja desencantada com o amor de verdade, com o amor que não precisa de motivos fortes demais para ser justificado e lembrado como é importante amar e ser amado.

          Já dizia aquele cantor: "É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã". Não sei se Nicholas conhece Renato Russo, mas terminei o livro pensando em como isso é verdade. Lindo, do início ao fim.

 

a3cfm1pzetd8nzddp735Rafaella Sá

Jornalista de formação,

Internacionalista de profissão

e uma amiga envenenada muito querida.

Colunista do http://livrosminhaterapia.blogspot.com/

e do http://galerarecord.blogspot.com/

Um comentário:

  1. Sou fã incondicional do Nicholas, como você bem disse a lenda é essa mesma temos sempre os romances mais lindos, mas com os finais mais tristes rsrs.
    O Casamento eu ainda não tenho :( mas quero muito ler, então fico contente em saber que teremos um final feliz mesmo rsrs.

    @Agda01

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados