10 de julho de 2012

Resenha: ‘O Torreão’ da @Intrínseca

capa_otorreao_web





O torreão
Jennifer Egan
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580571905
Número de Páginas: 240
Título original: The keep
Tradução: Rubens Figueiredo







DA PREMIADA AUTORA DE 

A VISITA CRUEL DO TEMPO



Entrar no torreão não era nada óbvio. Embaixo, não havia porta nenhuma — só uma estreita escada de pedra que envolvia a edificação pelo lado de fora, sem corrimão.“Um daqueles raros livros que nos fazem lembrar por que amamos ler.” Daily Mail

 Sinopse

Na Europa Oriental, um misterioso castelo resistiu a centenas de anos, apoiado no orgulho e na tradição de uma família.
Até que Danny, um cínico nova-iorquino de trinta e seis anos que raramente vaia algum lugar que não tenha conexão wi-fi, chega para ajudar seu enigmático primo a reformar o castelo e transformá-lo em um hotel de luxo.
Mas as coisas começam a ficar estranhas. Uma baronesa sinistra, um trágico acidente em uma piscina mal-assombrada, um traiçoeiro labirinto subterrâneo... Quando o pânico toma conta de Danny, ele descobre que a “realidade” pode ser algo em que não consegue mais acreditar.



       Olá envenenados!!!

       Fui agraciada com a oportunidade de ler esse excelente livro. Meu primeiro pensamento ao receber o livro foi: O que é torreão? Tinha uma vaga noção e meu impulso foi pesquisar, mas me contive e comecei a lê-lo, pois sabia que encontraria a resposta e logo encontrei:

“Não, não é uma masmorra. O torreão é o lugar onde todo mundo se entocava quando o castelo era invadido. Uma espécie de refúgio. O Baluarte.” Pág. 31

          Começamos conhecendo Danny, nova-iorquino, dono de um humor ácido e fanático por tecnologia que se sente incapaz de sobreviver sem permanecer conectado 24 horas com o mundo. Ele está passando por uma fase ruim em sua vida, teve um desentendimento em seu último emprego o que lhe rendeu um ferimento no joelho, que o faz mancar. Nesse período em que não há muito a perder, ele recebe uma proposta inusitada de seu primo Howie, que o convida para ajudar na reforma do Castelo que este acaba de comprar com a intenção de transformar em um hotel de luxo.

          Howie e Danny não se vêem desde o tempo da adolescência. Mesmo sendo completamente diferentes fisicamente e tendo gostos e impulsos divergentes, mantinham uma amizade forte e criativa. Em um piquenique de família Danny faz uma “brincadeira” de mau gosto com Howie, o episódio é tão traumático que o transforma para sempre, o que acaba por afastá-los.

          Na missão de reformar o castelo estão junto com Howie, agora conhecido como Howard, sua esposa, seus filhos, a babá, o amigo Mick e também vários estudantes de pós-graduação que utilizam a reforma como projeto de verão. Além de todas essas pessoas existe a figura, um tanto apavorante, da Baronesa Von Ausblinker que ainda vive nas terras do castelo, se diz dona de tudo e é contrária a reforma.

          As assombrações do castelo, o pânico de estar longe da tecnologia e o desconforto de estar tão próximo a um pedaço de seu passado que estava disposto a enclausurar em um cantinho do cérebro e jogar a chave fora, são algumas das barreiras que Danny enfrenta nessa aventura. Tudo é contado por outra pessoa e só com o passar dos capítulos, concluímos quem de fato relata os acontecimentos.

          A narrativa é na maior parte do tempo em terceira pessoa, mas existem vários diálogos, no entanto, alguns não estão marcados por travessão, o que obriga o leitor a prestar mais atenção a fim de entender o que se passa.

         Jennifer Egan mistura realidade e ficção, passado e presente, para contar esse brilhante romance, intercalando várias histórias, o que nos leva a desconfiar se o que estamos lendo é real ou não. A maneira como conduz a narrativa entre vários pontos de vistas e como todos culminam na reflexão sobre o que de fato é refúgio.

“Entrar no torreão não é nada óbvio. Embaixo, não havia porta nenhuma – Só uma estreita escada de pedra que envolvia a edificação pelo lado de fora, sem corrimão...” Pág.84.

          A capa é uma boa representante da sensação de estarmos descendo ao interior do torreão, medo, tensão e até um pouco de claustrofobia.

          As páginas em papel Pólen Soft e a fonte em que está impressa facilitam a apreciação da obra.

          Instigante, desafiador e em alguns momentos até apavorante O Torreão é o tipo de livro pra quem gosta de emoções fortes, altos e baixos.

          A maneira como é escrito cria em nós um impulso que nos leva a ler cada página na expectativa da próxima. Onde os acontecimentos por não seguirem a um padrão nos afligem a não desgrudar do livro até seu desfecho surpreendente.

          Mesmo existindo muitos outros desdobramentos que gostaria de comentar, não o farei para manter a surpresa e para que todos possam descobrir à medida que forem lendo.

          Quer saber se o torreão é de fato um lugar de refúgio ou de aprisionamento? Leia esse excelente livro e descubra por si próprio o torreão de cada personagem.

Até a próxima.

Beijos Cla.

DSC08964[6]

Clarice Julião

Mãe, esposa e leitora apaixonada.
Trabalha com gestão de trânsito e adora livros, filmes e a Saga Crepúsculo.
Seguidora do Envenenadas e atualmente dando uma mãozinha.

6 comentários:

  1. Ola Clarice e envenenados!!
    Este livro existe em Portugal com o nome Ruína! Vai ser a minha próxima aquisição, pois o teu artigo deu-me vontade de lê-lo :D

    ResponderExcluir
  2. Você realmente sabe passar os traços mais interessantes do livro, sem estragar a surpresa e sem fazer uma resenha sem graça! Gosto de livros assim e com certeza vou comprá-lo! Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Que maravilhosa resenha. Simples e clara. Vou ser sincera que este blog e suas resenhas está me deixando doida para poder voltar a devorar meus livvros como adoráveis maçãs. Com certeza este é mais um que entrará na minha lista.
    Pena que minha fila de espera esteja com uma data estimada para início de novembro, mas só o gostinho maravilhoso de saber que temos livros tão bons vão compensar a espera.
    Obrigada Clarice pelo sua esclarecedora compilação.
    []s para todos!

    ResponderExcluir
  5. Ainda bem que a resenha foi positiva porque eu acabei de comprar esse livro e ele é uma das próximas leituras. Estou super animada

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados