19 de julho de 2011

Resenha: ‘A Guardiã da minha Irmã’ – Verus Editora

Olá envenenadas,
Hoje é terça e com ela sempre chega por aqui uma resenha fresquinha de um dos livros das nossas editoras parceiras.
O livro de hoje é um lançamento da Verus Editora e é também mais um livro emocionante.

a-guardic3a3-da-minha-irmc3a3-ar01

A guardiã da minha irmã

Autora: Jodi Picoult
Editora: Verus
Páginas: 433
ISBN: 978-85-7686-129-4




Sinopse:

É certo fazer o que for preciso para salvar a vida de um filho... mesmo que isso signifique desrespeitar os direitos de outro?
Anna não está doente, mas parece estar. Aos treze anos, já passou por inúmeras cirurgias, transfusões de sangue e internações, para que sua irmã mais velha, Kate, possa combater a agressiva leucemia que a castiga desde pequena. Concebida por fertilização in vitro para ser uma doadora de medula óssea perfeitamente compatível com a irmã, Anna nunca questionou seu papel... até agora.
Como a maioria dos adolescentes, ela está começando a buscar sua verdadeira identidade. Mas, ao contrário da maioria dos adolescentes, ela sempre foi definida em função de sua irmã. Até o dia em que Anna toma uma decisão que para grande parte das pessoas seria inconcebível, que vai destroçar sua família e trazer consequências fatais para a irmã que ela tanto ama.
A guardiã da minha irmã é um livro provocativo que retrata as difíceis escolhas de uma família dilacerada por uma doença – mas, acima de tudo, é a história de pessoas que lutam com todas as forças por aqueles que amam.




Não foi fácil sentar para escrever a resenha deste livro.
Primeiro, porque A GUARDIÃ DA MINHA IRMÃ é um livro que emociona do começo ao fim.
Segundo, porque é um livro que faz você refletir sobre sua vida e sobre questões familiares.
E terceiro, porque este é um livro que toca fundo na alma de qualquer leitor.
É impossível terminar de ler e não perceber que a maioria das suas convicções ou certezas estavam erradas, talvez não erradas, mas perceber que a vida não é só preto no branco. Existem muuuitas nuances de cinza por aí.
O Livro é um drama muito bem escrito. Apesar de ter chorado em várias partes, amei cada segundo da leitura, pois a autora (brilhante por sinal!) narra a história em 7 pontos de vista diferentes.
É isso mesmo… a narrativa é feita em primeira pessoa, mas a cada capítulo que lemos… o narrador muda.
A narrativa vai alternando com cada personagem e a editora mudou a fonte (a letra) de cada um deles também.
Então, temos 7 personagens contando a história e fazendo a gente se emocionar cada vez mais. São eles:
Sara, a mãe, que luta incansavelmente para salvar a vida da filha Kate. Abandonou a profissão de advogada para cuidar da família e não se arrepende nem um pouco disso. Acaba deixando os outros dois filhos em segundo plano e o marido a apoia em quase tudo.
Brian é o pai. Um bombeiro, apaixonado por astronomia e herói! É atencioso e um marido companheiro.
Jesse é o irmão mais velho e tem 18 anos, é rebelde e vive se metendo em confusões. Mais parece uma entidade ou um fantasma, já que ninguém parece enxergá-lo. É uma alma perdida que nos surpreende com suas façanhas. 
Kate, é a irmã do meio. Foi diagnosticada com um tipo rato de câncer quando ainda era muito pequena e vira o centro da família.
Anna, a nossa protagonista, é uma menina forte e apaixonante. Desde que nasceu doa saúde para Kate. Tudo começou com o cordão umbilical. Depois linfócitos, medula óssea, granulócitos, células-tronco periféricas e por aí vai. A lista cresce e sempre tem algo de Anna que Kate precise.
Além da família contando a história, também temos a perspectiva da história contada pelo advogado Campbell Alexander. Ele foi contratado por Anna e se vê no meio de uma disputa judicial terrivelmente controversa e cheia de complicações.
E finalmente temos Julia, que é a curadora ad-litem do processo. ela observa a dinâmica da família e tem que ajudar ao juiz a decidir se Anna pode ser emancipada ou não.
Com cada personagem contando a história, é fácil circular por diversas opiniões, mas é difícil identificar quais delas são corretas. Lendo a perspectiva de cada um, o livro não fica tão pesado. Me peguei rindo várias vezes do advogado e seu cachorro-guia, do Jesse lidando com as irmãs, da Anna e seu pai olhando as estrelas e assim, Jodi Picoult trata de um assunto sério e triste com uma leveza que surpreende.
É interessante ver como a vida de cada um se transforma a medida que vão se relacionando. Todos lutam contra alguma coisa, alguns contra suas deficiências, outros contra seus medos, outros com suas impossibilidades...
A reviravolta que acontece nas últimas páginas e que precederam o final devastador me deixou incrivelmente triste. Eu não acreditei no que estava lendo. E eu amei e odiei a autora várias vezes. Era como estar lá dentro do livro e poder tocar nos personagens e por falar neles… me encantei com todos. Até com a mãe que no consegue ser imparcial com relação aos filhos… mas quem consegue quando se trata de amor?
Bem… Eu já tinha assistido ao filme Uma prova de amor, com Cameron Diaz, e achei a adaptação muito boa, mas o livro é muuuuuuuuuuuuuuito melhor.
O final do filme é radicalmente diferente do final do livro eu não sabia disso. Ainda bem…
O livro tem 433 páginas, grande né?! Mas a leitura é deliciosa… quando menos percebi tinha acabado.
A Verus Editora mais uma vez caprichou na revisão e na diagramação. E caprichou na escolha do livro para publicar pra gente… Vocês estão arrasando!!

Quem quiser conhecer mais um pouco sobre a autora ou sobre o livro… visite a fanpage no facebook! 
Beijocas,

13 comentários:

  1. Esse é o tipo de livro que eu não consigo ler! Doenças não me descem, câncer mto menos, tive certeza disso ao ler Mundo das Sombras. =/

    Miquilis:
    Bruna Costenaro

    ResponderExcluir
  2. Não sei se consiguiria ler esse livro. Mesmo lendo comentários muito bons, um assunto triste não é o que eu escolheria...

    A capa do livro é muito linda e acredito que a autora seja muito boa.

    Enfim, adorei a resenha...fiquei curiosa, mas não sei se conseguiria ler hehe

    Bjo

    @alessandramessa

    ResponderExcluir
  3. eu já assisti o filme e chorei horrores, quero muito ler o livro.

    Bjs;*

    @rafagtizo

    ResponderExcluir
  4. Eu preciso ler esse livro! A história é envolvente, tocante, um drama maravilhoso! Eu to lendo todas as resenhas que encontro dele e a cada dia me convenço mais que vou chorar muito quando ler! Sua resenha ficou maravilhosa, conseguiu passar toda a emoção que vc sentiu! Parabéns!Bjo!

    ResponderExcluir
  5. Nossa!! Que lindooo! Me interessei pela temática! E não sabia que tinha filme de adaptação do livro! Vou assistir o filme e ler o livro... Com certeza!

    ResponderExcluir
  6. nao gostei mt da capa nao=/
    gostei do post
    bjokas

    ResponderExcluir
  7. Eu assisti esse filme e fiquei muito emocionada com a estória, e simplesmente amei!
    Quando soube do livro fiquei desesperada para lê-lo, ainda não pude fazer o mesmo, mas assim que puder irei fazer.
    Lendo sua resenha fiquei ainda mais na vontade de lê-lo.
    Parece ser um livro mais lindo que o filme!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  8. Uau quero esse livro ... e vou ler bem longe da minha TPM pq se não já viram ...


    Math quando eu crescer quero escrever resenhas iguais a suas *_*

    ResponderExcluir
  9. Eu assisti o filme que foi baseado no livro e amei!! Muito emocionante!!
    Quero muito o livro e ler sua resenha só me deixou mais louca ainda... ahhhhhhhhhhh

    ResponderExcluir
  10. eu já assisti o filme e chorei horrores, quero muito ler o livro tbm.

    ResponderExcluir
  11. Ainda não li esse livro e também não assisti o filme que tem como base o livro, mas pela sua resenha pude perceber o quanto o livro é emocionante.
    O que achei mais legal é que a história tenha tantos narradores diferentes, pois assim é possível conhecer o ponto vista de cada personagem.
    Fiquei bastante interessada no livro e tenho quase certeza de que vou chorar pelo menos um pouco durante a leitura de A guardiã da minha irmã.

    ResponderExcluir
  12. Conheci a Jodi no livro O Pacto. Esse é uma história de amor incrível, intensa e... triste, definitivamente!! Nesse livro, Guardiã da minha irmã a Jodi conseguiu me deixar em depressão. Li, sofri, porém, enfim consegui terminá-lo. Ame ou odeie a Jodi, é assim. Eu prefiro amá-la, pois odiá-la para mim, seria impossível!

    ResponderExcluir
  13. Também me emocionei muito com esse livro. Mas Campbell e o cachorro dele também me fizeram rir bastante, como você bem lembrou.
    É um livro maravilhoso, que mesmo tendo começado a ler com altas expectativas (depois de já ter conhecido a autora em O Pacto, que também adorei), ainda foi melhor que o esperado. Chorei como uma criança no final. Recomendo muito esse livro! Está entre os meus favoritos, e agora minha única dúvida é: Qual será o próximo livro da Picoult que lerei? haha
    Beijos,

    Anna - Querida Prateleira
    http://queridaprateleira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados